Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Secom Feira
  • Secom Feira
26 de Junho de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Variedades

Todas as notícias
Publicado em 08/05/2019 10h50.

Motoristas mulheres aderem a 'Uber para Mães' em nome da segurança

A startup, inclusive, emprega apenas condutoras e ainda oferece pagamentos até 20% maiores comparados aos concorrentes, o que tem atraído parceiras do setor e até passageiras que almejam renda extra.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Motoristas mulheres aderem a 'Uber para Mães' em nome da segurança
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

Motoristas mulheres de aplicativos de carona estão sujeitas a assédios e violência durante o trabalho, o que afasta as profissionais femininas do ramo. Para incentivá-las e garantir segurança, a BabyPass (www.babypass.mobi), app de mobilidade com cadeirinhas infantis, aceita como usuários famílias e pessoas do sexo feminino. A startup, inclusive, emprega apenas condutoras e ainda oferece pagamentos até 20% maiores comparados aos concorrentes, o que tem atraído parceiras do setor e até passageiras que almejam renda extra.

Na cidade do Rio de Janeiro, onde iniciou as operações e atua desde o fim de 2018, a plataforma tem 500 motoristas parceiras, sendo, cerca de 10% dessas, profissionais que trabalhavam para outros aplicativos de mobilidade urbana. “Elas se sentem mais seguras conosco, uma vez que nossos serviços são restritos a famílias e mulheres desacompanhadas”, diz Bruno Castro, cofundador da empresa.

É o que atesta a condutora Carla Akiyama, de 41 anos, que teve experiência com outro app de carona e aderiu à BabyPass há três meses. “Eu me sinto mais confortável e vejo que as mães também, como aquelas que precisam amamentar durante a viagem e sabem que é uma mulher ao volante, por exemplo”, comenta a colaboradora.

A alta rotatividade de corridas possibilita o aumento no faturamento das profissionais e renda extra para as que não eram do ramo. Segundo a plataforma, 7% das passageiras entraram para o time de condutoras. Motoristas satisfeitas e que optaram por trabalhar com crianças proporcionam um atendimento mais cuidadoso e tranquilidade para os pais.

“Antes de entrarmos no mercado, fizemos pesquisas que identificaram a demanda de dois milhões de mães carentes desse serviço no Rio e em São Paulo”, conta o cofundador. A startup já atua no Rio de Janeiro e São Paulo e teve um crescimento de 35% nesse ano. Há planos de expansão para cidades como Campinas, Florianópolis, Belo Horizonte, Ribeirão Preto e Curitiba nos próximos meses. 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Chegada do inverno provoca mofo e bolor nas residências
Variedades

Chegada do inverno provoca mofo e bolor nas residências

Além do frio, a baixa umidade promove o aumento dos fungos nas casas

Época de frio exige cuidado extra com os veículos
Variedades

Época de frio exige cuidado extra com os veículos

Saiba quais são os cuidados extras necessários com os veículos na época de frio e como manter seu carro se...

Varidades

11 maneiras de combater a ansiedade

Uma em cada três pessoas no mundo sofre de ansiedade e segundo estudo da Organização Mundial da Saúde.

Vídeo

Ferrugem pisa na mão de fã durante show na Bahia; veja vídeo Veja mais Vídeos ›

Podcast

Biomédica alerta sobre os riscos do diabetes
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram