Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM BA METAS
  • SECOM BA METAS
25 de Maio de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Educação

Todas as notícias
Publicado em 08/05/2019 10h54.

Corte de 30% no orçamento da educação vai impactar funcionamento do IFBA em Feira de Santana

O IFBA vai realizar uma ação junto com a reitoria, um movimento de acionar os parlamentares em Brasília, principalmente os que representam a região de Feira de Santana para levar a voz em Brasília contra esse corte de recursos.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Corte de 30% no orçamento da educação vai impactar funcionamento do IFBA em Feira de Santana
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Rachel Pinto

O corte de 30% dos recursos de orçamentos de universidades e institutos federais, encaminhados pelo Ministério da Educação (MEC), anunciados no dia 29 de março pelo governo federal poderá impactar seriamente as atividades da unidade do IFBA de Feira de Santana.

O diretor da instituição Raigenes Fiuza explicou que o IFBA está avaliando o corte encaminhado pelo MEC e segundo ele, a princípio era um corte de 30%, mas no sistema foi bloqueado um recurso de 38%. Ele frisou que isso tem um impacto muito forte sobre as contas dos institutos e é praticamente impossível funcionar com esse corte de recursos que passará a vigorar no mês de maio.

“Nesse ano de 2019 o IFBA está com previsão de receber 1.655.000 reais para todas as despesas de manutenção da escola, incluindo os contratos de terceirização que são quatro contratos relativamente caros. O instituto vai sofrer um corte de 629 mil reais deixando o orçamento em apenas 1 milhão e 26 mil. Isso é uma queda muito substancial e impactará o funcionamento da instituição”, afirmou.

Raigenes relatou que os cortes na educação têm sido sistemáticos e desde o ano de 2014 até 2018 o orçamento está congelado. Apesar da inflação ter aumentado, o IFBA aqui em Feira de Santana tem aumentado bastante o número de alunos, o número de servidores e o número de ações voltadas a educação. Ele informou que em virtude do orçamento ter sido congelado na ordem de 1.800.000 reais, o IFBA em Feira trabalha com uma administração bastate equilibrada.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Contudo, o corte aplicado agora não é mais possível usar a mesma formula que foi utilizada nos anos anteriores. Por isso o IFBA não condição de aplicar corte como o governo colocou. Nós vamos apresentar uma proposta de resistência a esse movimento de corte, vamos fazer uma representação ao Ministério Público Federal porque isso impacta diretamente a educação , ofertada por esse instituto para a comunidade de Feira e região”, declarou.

Raigenes frisou ainda que o instituto vai realizar uma ação junto com a reitoria, um movimento de acionar os parlamentares em Brasília, principalmente os que representam a região de Feira de Santana para levar a voz em Brasília contra esse corte de recursos.

“Não há margem mais para reduzir em água, papel e energia. Um corte de 600 mil é inaplicável. Mas, a princípio vamos resistir e nem tentar aplicar esse corte esperando que o governo recue da decisão de cortar os recursos da instituição.

Nesse momento não foram afetados os serviços ainda porque nós decidimos não aplicar os cortes e vamos demonstrar ao governo, parlamentares e MEC que é uma ação desastrosa que essa ação prejudica a educação pública federal e isso vai interferir na vida das pessoas dessa geração e das outras que virão, vamos tentar lutar para preservar a instituição. Não há mais como fazer cortes”, salientou.

O diretor relatou também que o IFBA já apresentou a realidade da instituição para os alunos e vai passar a situação para os pais. Na opinião dele, se o corte não for revertido afetará duramente os estudantes.
Janille Aime que é estudante do campus do IFBA em Feira de Santana e faz parte da Federação Nacional dos estudantes do ensino técnico disse que entende o corte como um desmonte da educação pública. Ela pontuou que os estudantes temem que o IFBA em Feira de Santana acabe.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Os poderosos querem que o pobre não tenha acesso a educação porque a educação e o conhecimento eles libertam. A gente tendo educação, acesso ao conhecimento pode fazer qualquer coisa. Pode se unir, se mobilizar e eles querem criar só gente que não pense , que não tenha consciência porque uma pessoa que não tem consciência , não vai ter conhecimento dos seus direitos, não vai lutar pelos seus direitos e só conhece as suas algemas quem se movimenta. A gente precisa se movimentar agora para lutar em favor dos nossos direitos. Pois estão querendo tirar o pouco que a gente tem. Todos nós sabemos a importância que um instituto federal tem”, finalizou.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Rede municipal de ensino: audiência pública discute pagamento de recursos dos precatórios
Feira de Santana

Rede municipal de ensino: audiência pública discute pagamento de recursos dos precatórios

Audiência foi convocada pela Comissão de Educação.

Técnicos e analistas de universidades estaduais fazem acordo com o Governo do Estado
Bahia

Técnicos e analistas de universidades estaduais fazem acordo com o Governo do Estado

icou definida a reestruturação da tabela de vencimentos dos técnicos administrativos das quatro universidad...

ProUni abre inscrições no dia 11 de junho para bolsas no 2º semestre
Educação

ProUni abre inscrições no dia 11 de junho para bolsas no 2º semestre

As bolsas de estudo ofertadas são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%, e são para...

Vídeo

Homenagem ao Secretário Ildes Ferreira Veja mais Vídeos ›

Podcast

Com menos dias de festa, prefeitura de Feira anuncia atrações dos festejos juninos
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram