Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Governo Sefaz
18 de Março de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 15/03/2019 06h53.

Um mês sem carne vermelha já é o bastante para provocar mudança no organismo, diz estudo

Pesquisa foi feita com 113 pacientes e acompanhou o plano alimentar com carne branca, vermelha e fontes vegetais
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Um mês sem carne vermelha já é o bastante para provocar mudança no organismo, diz estudo
Foto: Reprodução

Acorda Cidade

A carne vermelha pode ser fonte de diversos nutrientes benéficos, como gordura boa, ferro e vitamina B12. Apesar disso, a literatura médica já provou diversas vezes que o consumo em excesso desses alimentos faz muito mal à saúde, prejudicando principalmente o sistema cardiovascular. Agora, um estudo mostrou que em apenas um mês sem o consumo do alimento pode provocar drásticas mudanças no organismo. A pesquisa foi feita pelo Cleveland Clinic Center for Microbiome and Human Health e publicada no European Heart Journal.

O ponto central do estudo foi identificar a presença de compostos químicos no sangue, como o TMAO (N-óxido de trimetilamina). Eles tem direta relação com a carne vermelha e, quando em alto nível na corrente sanguínea podem provocar AVC, ataque cardíaco e morte prematura. O estudo observou que quando o consumo de carne é assíduo durante um mês, o nível de TNAO triplica no sangue.

Para fazer a pesquisa, a metodologia empregada foi acompanhar os planos de refeições com carnes vermelhas, carnes brancas e fontes de proteína vegetal de 113 pacientes. Quem consumia carne vermelha tinha 10 vezes mais TNAO no sangue do que aqueles que se utilizavam de outra deita. A boa notícia é que os índices eram reversíveis. Com a mudança da dieta, os níveis de TNAO caíam de forma considerável, mostrando a grande influência da carne vermelha.

Nem mesmo os veganos e vegetarianos estão imunes à essa influência. Se eles consumirem muitos energéticos ou suplementos, também estarão sujeitos a um aumento nos níveis de TNAO no sangue, graças à carnitina, aminoácido também produzido pelo organismo mas que se encontra em maior quantidade nos suplementos alimentares feitos para repor esse tipo de substância. Desta forma, é sempre aconselhável se consultar com um profissional da área da saúde antes de iniciar qualquer suplementação.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Um dos pescados mais amados pelos brasileiros, bacalhau oferece vários benefícios para a saúde
Quaresma

Um dos pescados mais amados pelos brasileiros, bacalhau oferece vários benefícios para a saúde

Peixe que faz parte do cardápio em datas religiosas, possui uma série de nutrientes importantes para o corpo...

Após acordo, médicos anestesistas retomam atendimento pelo Planserv
Bahia

Após acordo, médicos anestesistas retomam atendimento pelo Planserv

Paralisação com o Planserv começou no dia 7 de janeiro deste ano. Negociações foram finalizadas na sexta-...

Saúde

Março Amarelo marca mês de conscientização sobre a endometriose

No Brasil, 6,5 milhões de mulheres são afetadas pela doença.

Vídeo

Bastidores da entrevista da jornalista Rachel Pinto com o Homem Aranha e crianças de FSA Veja mais Vídeos ›

Podcast

Cerca de 70 mil pessoas participam da Caminhada do Perdão em Feira de Santana
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram