Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Governo Sefaz
18 de Março de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Dilton e Feito

Todas as notícias
Publicado em 14/03/2019 17h37.

Justiça marca para amanhã depoimento de Geddel em ação de improbidade administrativa

Em 2016, o então ministro da Cultura, Marcelo Calero, acusou Geddel de pressioná-lo a liberar uma obra em Salvador.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Justiça marca para amanhã depoimento de Geddel em ação de improbidade administrativa
Foto: Reprodução (Arquivo)

A juíza Diana Wanderlei, da 5ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, marcou para sexta-feira (15), às 15h, depoimento do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) na ação em que ele é réu por improbidade administrativa. Em 2016, o então ministro da Cultura, Marcelo Calero, acusou Geddel de pressioná-lo a liberar uma obra em Salvador (BA) embargada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão vinculado ao Ministério da Cultura. Na ocasião, Calero pediu demissão, e a polêmica em torno do assunto também levou Geddel a deixar o cargo. A ação em julgamento foi apresentada pelo Ministério Público Federal. Para o órgão, houve pressão por parte de Geddel sobre Calero para que o Iphan liberasse a obra em Salvador. De acordo com o MPF, Geddel comprou um apartamento em um prédio cujo projeto inicial não havia sido aprovado pelo órgão por extrapolar a altura permitida. Segundo o Ministério Público, Geddel fez diversos contatos (telefônicos e pessoais), ameaçando “pedir a cabeça” do presidente do Iphan. Na decisão que marcou a data do depoimento, a juíza pede que a Polícia Federal (PF) providencie a escolta de Geddel até a Justiça Federal. Atualmente, Geddel cumpre pena de prisão no presídio da Papuda, em Brasília. Geddel está preso desde setembro de 2017. Ele é réu no Supremo Tribunal Federal por lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso dos R$ 51 milhões encontrados em um apartamento em Salvador. Também devem prestar depoimento o ex-presidente Michel Temer e os ex-ministros Eliseu Padilha e Gustavo Vale Rocha, como testemunhas de Geddel. O ex-ministro Marcelo Calero pode prestar depoimento como testemunha do MPF. As informações são do G1.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Fux nega que haja crise institucional entre STF e MP
Política

Fux nega que haja crise institucional entre STF e MP

"MP e STF sempre se relacionaram bem e isso continuará", disse Fux

Ícaro Ivvin é o novo superintendente do Procon
Feira de Santana

Ícaro Ivvin é o novo superintendente do Procon

A mudança foi publicada no Diário Oficial. Ícaro Ivvin já foi secretário de Serviços Públicos e procura...

Frente Parlamentar contra a Corrupção será lançada nesta terça
Câmara dos Deputados

Frente Parlamentar contra a Corrupção será lançada nesta terça

O lançamento ocorrerá no Salão Nobre do Congresso Nacional, quando serão apresentados a missão e os objet...

Vídeo

Bastidores da entrevista da jornalista Rachel Pinto com o Homem Aranha e crianças de FSA Veja mais Vídeos ›

Podcast

Cerca de 70 mil pessoas participam da Caminhada do Perdão em Feira de Santana
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram