Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM BA METAS
  • SECOM G NEWS
25 de Maio de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Dilton e Feito

Todas as notícias
Publicado em 14/03/2019 17h37.

Justiça marca para amanhã depoimento de Geddel em ação de improbidade administrativa

Em 2016, o então ministro da Cultura, Marcelo Calero, acusou Geddel de pressioná-lo a liberar uma obra em Salvador.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Justiça marca para amanhã depoimento de Geddel em ação de improbidade administrativa
Foto: Reprodução (Arquivo)

A juíza Diana Wanderlei, da 5ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, marcou para sexta-feira (15), às 15h, depoimento do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) na ação em que ele é réu por improbidade administrativa. Em 2016, o então ministro da Cultura, Marcelo Calero, acusou Geddel de pressioná-lo a liberar uma obra em Salvador (BA) embargada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão vinculado ao Ministério da Cultura. Na ocasião, Calero pediu demissão, e a polêmica em torno do assunto também levou Geddel a deixar o cargo. A ação em julgamento foi apresentada pelo Ministério Público Federal. Para o órgão, houve pressão por parte de Geddel sobre Calero para que o Iphan liberasse a obra em Salvador. De acordo com o MPF, Geddel comprou um apartamento em um prédio cujo projeto inicial não havia sido aprovado pelo órgão por extrapolar a altura permitida. Segundo o Ministério Público, Geddel fez diversos contatos (telefônicos e pessoais), ameaçando “pedir a cabeça” do presidente do Iphan. Na decisão que marcou a data do depoimento, a juíza pede que a Polícia Federal (PF) providencie a escolta de Geddel até a Justiça Federal. Atualmente, Geddel cumpre pena de prisão no presídio da Papuda, em Brasília. Geddel está preso desde setembro de 2017. Ele é réu no Supremo Tribunal Federal por lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso dos R$ 51 milhões encontrados em um apartamento em Salvador. Também devem prestar depoimento o ex-presidente Michel Temer e os ex-ministros Eliseu Padilha e Gustavo Vale Rocha, como testemunhas de Geddel. O ex-ministro Marcelo Calero pode prestar depoimento como testemunha do MPF. As informações são do G1.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Bolsonaro entrega 472 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida
Política

Bolsonaro entrega 472 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida

Bolsonaro disse que é o presidente de todos os brasileiros e agradeceu o apoio dos nordestinos.

Toffoli diz que fake news já fazem parte do processo eleitoral no país
Presidente do STF

Toffoli diz que fake news já fazem parte do processo eleitoral no país

Para o presidente do STF, esse ambiente também propicia o avanço do discurso de ódio.

Paulo Guedes diz que mantém excelente diálogo com Congresso
Política

Paulo Guedes diz que mantém excelente diálogo com Congresso

Em nota, ministro reafirma compromisso com recuperação econômica.

Vídeo

Homenagem ao Secretário Ildes Ferreira Veja mais Vídeos ›

Podcast

Com menos dias de festa, prefeitura de Feira anuncia atrações dos festejos juninos
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram