Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Governo Sefaz
18 de Março de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Dilton e Feito

Todas as notícias
Publicado em 14/03/2019 11h19.

Capitão Alden protocola representação contra Igor Kannário no Conselho de Ética em Brasília

A solicitação é de que seja procedida a abertura de processo disciplinar com as sanções cabíveis contra a atitude do artista ao se apresentar vestindo fantasia que se assemelha a um uniforme militar
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Capitão Alden protocola representação contra Igor Kannário no Conselho de Ética em Brasília
Foto: Bianca Fernandes

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) protocolou, na terça-feira (12), em Brasília, uma representação ao Conselho de Ética em desfavor de Anderson Machado de Jesus, conhecido como Igor Kannário (PHS), cantor e deputado federal. A solicitação é de que seja procedida a abertura de processo disciplinar com as sanções cabíveis contra a atitude do artista ao se apresentar vestindo fantasia que se assemelha a um uniforme militar, ostentando, segundo o deputado, uma manicaca em referência à Facção Criminosa Comando da Paz. “O Conselho de Ética tem o papel de zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância pública, assim como pelos direitos assegurados na Constituição Federal. Por isso, confio na competência do órgão para o entendimento de que o ato praticado pelo referido deputado federal merece ser combatido juridicamente.”, sinaliza o Capitão. Ele esclarece ainda que a atitude de Igor Kannário foi desrespeitosa com a Polícia Militar e com a Guarda Municipal. “O parlamentar, independente de estar ou não no exercício da função, deve rigorosamente respeitar os princípios éticos e as regras básicas de decoro, que devem orientar a conduta dos que estejam no exercício do cargo de Deputado Federal.”, defende. Anderson afirma que "ao enaltecer uma facção criminosa", o parlamentar pratica procedimentos incompatíveis com o decoro parlamentar, puníveis com a perda de mandato, pois, considerando a sua condição, abusa das prerrogativas constitucionais asseguradas aos membros do Congresso Nacional (Constituição Federal, art. 55, § 1°). “O parlamentar é imune, mas não pode ser irresponsável. Ele pode emitir qualquer tipo de opinião, mas não pode defender ou incitar a violência, tampouco fazer referência a qualquer tipo de facção ou de ação criminosa”, finaliza Alden. 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Fux nega que haja crise institucional entre STF e MP
Política

Fux nega que haja crise institucional entre STF e MP

"MP e STF sempre se relacionaram bem e isso continuará", disse Fux

Ícaro Ivvin é o novo superintendente do Procon
Feira de Santana

Ícaro Ivvin é o novo superintendente do Procon

A mudança foi publicada no Diário Oficial. Ícaro Ivvin já foi secretário de Serviços Públicos e procura...

Frente Parlamentar contra a Corrupção será lançada nesta terça
Câmara dos Deputados

Frente Parlamentar contra a Corrupção será lançada nesta terça

O lançamento ocorrerá no Salão Nobre do Congresso Nacional, quando serão apresentados a missão e os objet...

Vídeo

Bastidores da entrevista da jornalista Rachel Pinto com o Homem Aranha e crianças de FSA Veja mais Vídeos ›

Podcast

Cerca de 70 mil pessoas participam da Caminhada do Perdão em Feira de Santana
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram