Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM BA METAS
  • SECOM BA METAS
25 de Maio de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Dilton e Feito

Todas as notícias
Publicado em 14/03/2019 11h19.

Capitão Alden protocola representação contra Igor Kannário no Conselho de Ética em Brasília

A solicitação é de que seja procedida a abertura de processo disciplinar com as sanções cabíveis contra a atitude do artista ao se apresentar vestindo fantasia que se assemelha a um uniforme militar
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Capitão Alden protocola representação contra Igor Kannário no Conselho de Ética em Brasília
Foto: Bianca Fernandes

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) protocolou, na terça-feira (12), em Brasília, uma representação ao Conselho de Ética em desfavor de Anderson Machado de Jesus, conhecido como Igor Kannário (PHS), cantor e deputado federal. A solicitação é de que seja procedida a abertura de processo disciplinar com as sanções cabíveis contra a atitude do artista ao se apresentar vestindo fantasia que se assemelha a um uniforme militar, ostentando, segundo o deputado, uma manicaca em referência à Facção Criminosa Comando da Paz. “O Conselho de Ética tem o papel de zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância pública, assim como pelos direitos assegurados na Constituição Federal. Por isso, confio na competência do órgão para o entendimento de que o ato praticado pelo referido deputado federal merece ser combatido juridicamente.”, sinaliza o Capitão. Ele esclarece ainda que a atitude de Igor Kannário foi desrespeitosa com a Polícia Militar e com a Guarda Municipal. “O parlamentar, independente de estar ou não no exercício da função, deve rigorosamente respeitar os princípios éticos e as regras básicas de decoro, que devem orientar a conduta dos que estejam no exercício do cargo de Deputado Federal.”, defende. Anderson afirma que "ao enaltecer uma facção criminosa", o parlamentar pratica procedimentos incompatíveis com o decoro parlamentar, puníveis com a perda de mandato, pois, considerando a sua condição, abusa das prerrogativas constitucionais asseguradas aos membros do Congresso Nacional (Constituição Federal, art. 55, § 1°). “O parlamentar é imune, mas não pode ser irresponsável. Ele pode emitir qualquer tipo de opinião, mas não pode defender ou incitar a violência, tampouco fazer referência a qualquer tipo de facção ou de ação criminosa”, finaliza Alden. 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Bolsonaro entrega 472 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida
Política

Bolsonaro entrega 472 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida

Bolsonaro disse que é o presidente de todos os brasileiros e agradeceu o apoio dos nordestinos.

Toffoli diz que fake news já fazem parte do processo eleitoral no país
Presidente do STF

Toffoli diz que fake news já fazem parte do processo eleitoral no país

Para o presidente do STF, esse ambiente também propicia o avanço do discurso de ódio.

Paulo Guedes diz que mantém excelente diálogo com Congresso
Política

Paulo Guedes diz que mantém excelente diálogo com Congresso

Em nota, ministro reafirma compromisso com recuperação econômica.

Vídeo

Homenagem ao Secretário Ildes Ferreira Veja mais Vídeos ›

Podcast

Com menos dias de festa, prefeitura de Feira anuncia atrações dos festejos juninos
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram