Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Secom BA aqui é trabalho
  • Educa Mais Brasil
21 de Fevereiro de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Concursos

Todas as notícias
Publicado em 01/02/2019 15h18.

Promotor confirma que prefeitura terá que nomear servidores da saúde aprovados em concurso

O promotor frisou que, a partir da decisão judicial, Feira de Santana está lastreada em um entendimento consolidado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Tribunal de Justiça (TJ).
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Promotor confirma que prefeitura terá que nomear servidores da saúde aprovados em concurso
Foto: Acorda Cidade

Rachel Pinto

O promotor Tiago Quadros, em entrevista ao Acorda Cidade, na última quinta-feira (31), confirmou que a prefeitura de Feira de Santana terá que nomear os servidores da saúde aprovados no concurso público de 2012, após o problema com a cooperativa Coofsaúde, que prestava serviços de saúde ao município e é investigada pelo Ministério Público na Operação Pityocampa.

Após o problema com a cooperativa, vários funcionários estão passando por dificuldades e não há ainda uma situação definida e regularizada. O promotor acredita que a saída para resolver a demanda de profissionais da saúde em Feira de Santana é convocar os aprovados no concurso público. Essa afirmativa baseia-se também na decisão do juiz Gustavo Hungria, da 2ª Vara da Fazenda Pública, que determina que a prefeitura rescinda contratos com terceirizados e convoque os aprovados remanescentes do concurso realizado em 2012. O prazo para o cumprimento da sentença é de 60 dias.

“O inquérito civil que investiga esses aspectos foi instaurado em maio de 2015. Nós recebemos representações informando que os terceirizados estavam exercendo as mesmas funções que os candidatos aprovados em concurso. O Ministério Público (MP) instaurou o inquérito civil, tomou providências no sentido de apurar e concluiu que a representação era procedente, o que levou o MP em outubro de 2016 a ingressar com uma ação civil pública requerendo do judiciário que determinasse ao município a nomeação desses candidatos aprovados, já que havia constatado a existência de terceirizados exercendo essa mesma função. Em fevereiro de 2017, reconhecendo a procedência dos argumentos apresentados, o judiciário concedeu uma liminar favorável aos pedidos formulados, determinando nomeação, o que foi objeto de um recurso interposto pelo município, que suspendeu os efeitos dessa liminar. Agora, já julgando o mérito em definitivo, em janeiro de 2019, o judiciário reintegra a procedência dos argumentos que estão próximos lá, à disposição. O Tribunal de Justiça, a pedido do município, caçou, suspendeu os efeitos sem apreciar o mérito. Agora, em definitivo, julgou o processo, os argumentos são procedentes e é obrigatória a nomeação dos candidatos.”, ressaltou Tiago Quadros.

O promotor frisou que, a partir da decisão judicial, Feira de Santana está lastreada em um entendimento consolidado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Tribunal de Justiça (TJ). “A existência de funcionários a título precário terceirizados exercendo função de concursado gera aos concursados adquirirem a nomeação, supera o status de expectativa de direito a nomeação para ter o direito adquirido à nomeação. Nesse entendimento consolidado, o judiciário em Feira de Santana determinou a nomeação”, acrescentou.

Sobre os argumentos utilizados na decisão, o promotor relatou o fato da cidade não negar a existência dos terceirizados, bem como alguns dos candidatos aprovados no concurso já exercerem as atividades do município via cooperativas. O fato gerador e o que justifica a procedência do pedido é a existência das pessoas trabalhando a título precário. De acordo com ele, no momento em que prova-se esse fato em controvérsia, pautado no entendimento dos tribunais, a nomeação é uma consequência natural. O juiz então acatou a ação civil pública, reconheceu os argumentos postos e determinou que fossem nomeados.

O promotor explicou também que a decisão do juiz, dentro da lógica processual é passível de recursos e o município tem o direito de utilizá-los. No entanto, para ele, os argumentos que são postos não enfrentam divergências. Ele declara que há um entendimento consolidado e por isso o MP respeita qualquer posição que vier do município, mas entende que seria uma oportunidade posta ao município de buscar sinalizar o propósito de alterar o modelo.

“Quando o Ministério Público bate às portas do judiciário pleiteando a nomeação de concursado, ele não está advogando para “Maria”, nem para “João”, etc. Não é o interesse do candidato, ele está zelando pela constituição do MP quanto aos seus servidores. O que o MP deseja para a sociedade é que a ocupação de cargos públicos se baseie na meritocracia, que os melhores tenham acesso a cargos públicos de forma impessoal, sem precisar ter veiculação com quem quer que seja. O concurso público é um modelo construído exatamente para evitar esse tipo de prática”, declarou Tiago Quadros.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Seprev divulga resultado do concurso para Guarda Mirim de Feira; confira
Concursos

Seprev divulga resultado do concurso para Guarda Mirim de Feira; confira

Segundo o secretário, Pablo Roberto outros 30 jovens dos serviços públicos que são oferecidos no municípi...

Justiça anula lista de aprovados para avaliação psicológica do Concurso da Guarda Municipal
Concursos

Justiça anula lista de aprovados para avaliação psicológica do Concurso da Guarda Municipal

O município deverá divulgar uma nova lista computando as vagas reservadas a cotistas com pontuação suficie...

Resultado do concurso para Guarda Mirim deve ser divulgado nesta quarta (20)
Concursos

Resultado do concurso para Guarda Mirim deve ser divulgado nesta quarta (20)

Segundo o secretário, serão convocados, de imediato, 170 adolescentes, como o edital determina e mais 30 jov...

Vídeo

Áudios revelam discussões entre Gustavo Bebianno e Jair Bolsonaro Veja mais Vídeos ›

Podcast

Temperatura em fevereiro deve continuar alta, afirma coordenadora da estação climatológica
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram