Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Educa Mais Brasil
  • Nota Premiada
23 de Janeiro de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 10/01/2019 16h49.

Reunião entre médicos anestesistas e Planserv termina sem acordo; atendimento segue paralisado em Salvador

Encontro foi realizado na tarde da terça-feira (8), na sede do Ministério Público. Nova reunião foi marcada para o dia 30 de janeiro.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Reunião entre médicos anestesistas e Planserv termina sem acordo; atendimento segue paralisado em Salvador
Foto: Henrique Mendes/G1

Acorda Cidade

Terminou sem acordo uma reunião realizada na terça-feira (8), em Salvador, entre representantes do Planserv e médicos anestesistas que trabalham com o plano de saúde. Com isso, o atendimento dos profissionais pelo plano segue suspenso na capital baiana.

A reunião foi realizada durante a tarde, na sede do Ministério Público da Bahia (MP-BA), no Centro Administrativo do estado (CAB). Sem o acordo, um novo encontro foi marcado para o dia 30 de janeiro.

A paralisação começou na segunda-feira (7) porque, segundo o Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb), os valores pagos pelo plano aos médicos não são reajustados desde 2015.

Segundo a Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas (Coopanest-BA), esse reajuste foi solicitado pela classe há 3 anos, além de outras pendências contratuais, mas nenhum pedido foi atendido.

Segundo o vice-presidente do Cremeb, Júlio Braga, as cirurgias de emergência estão garantidas pelo plano, e a suspensão vale apenas para cirurgias eletivas agendadas a partir da última segunda-feira.

Por meio de nota divulgada no dia da suspensão dos atendimentos, o governo do estado, responsável pela administração do Planserv, informou que os serviços de anestesia podem ser prestados diretamente pelos hospitais, pois já estavam previstos desde quando a rede credenciada estabeleceu relação contratual com o plano.

A nota diz ainda que o Planserv está adotando todas as medidas necessárias para que as cirurgias continuem sendo realizadas sem qualquer tipo de prejuízo em toda a rede de prestadores.

Também em nota, a Associação dos Hospitais e Serviços de Saúde da Bahia (AHSEB) informou que a contratualização dos anestesistas ocorre entre o plano de saúde e a Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas (Coopanest-BA).

A associação diz ainda que o serviço não é contratualizado por meio dos prestadores de serviços credenciados, pois, há cerca de 10 anos, o Planserv estabeleceu a contratualização do serviço de anestesia por meio da Coopanest –BA, o que tirou das instituições de saúde essa prerrogativa.

Fonte: G1

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Depressão está entre as causas mais comuns que direcionam pacientes ao CAPS
Feira de Santana

Depressão está entre as causas mais comuns que direcionam pacientes ao CAPS

A unidade possui 8 mil pacientes cadastrados com os mais variados transtornos, os principais casos envolvem es...

Mais Médicos: profissionais têm novas datas para selecionar municípios
Saúde

Mais Médicos: profissionais têm novas datas para selecionar municípios

Nos dias 18 e 19 do mesmo mês, será a vez de estrangeiros terem acesso ao sistema para optar pelas vagas.

Brasil

Metade das prefeituras gastam menos de R$ 403 ao ano na saúde

Levantamento foi feito pelo Conselho Federal de Medicina

Vídeo

Câmera registra momento em que ônibus colide em van em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Rui garante nomeação de coordenadores pedagógicos
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram