Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Governo Sefaz
23 de Março de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Viagens

Todas as notícias
Publicado em 24/12/2018 07h58.

Expedição de bike valoriza roteiro turístico da Estrada Real - Caminhos da Bahia Colonial

Setur e CBPM realizaram entre 2014 e 2017, o georreferenciamento da Estrada Real, em território baiano.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Expedição de bike valoriza roteiro turístico da Estrada Real - Caminhos da Bahia Colonial
Foto: Tatiane Azeviche

Acorda Cidade

Os resultados alcançados com a realização da 'Expedição Estrada Real - Caminhos da Bahia Colonial', foram positivamente avaliados na sexta-feira (21) pelo secretário do Turismo da Bahia, José Alves, durante reunião com o presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), Alexandre Brust e equipe técnica.

Setur e CBPM são responsáveis por trabalho conjunto visando à consolidação dos 'Caminhos da Bahia Colonial. Para tanto, realizaram entre 2014 e 2017, o georreferenciamento da Estrada Real, em território baiano. O estudo identificou as coordenadas exatas do Caminho Real e os indicativos do potencial turístico ao longo do trecho compreendido entre Rio de Contas e Jacobina, numa extensão de 750 Km.

A expedição sobre bicicletas acaba de percorrer os Caminhos da Estrada Real da Bahia, únicas vias de acesso do sertão durante o século XVIII, por onde passavam aventureiros, escravos e tropeiros. São trechos calçados, rústicos, de pedra irregular, circundadas por igrejas e outras construções da época, além das riquíssimas belezas naturais da Chapada Diamantina.

"Esta iniciativa é relevante porque contribui para a consolidação dos Caminhos da Bahia Colonial", disse o secretário estadual do Turismo, José Alves, referindo-se ao fato de a expedição de bike ter percorrido a caatinga, passando por trechos originais do caminho do ouro, no século XVIII. "Estão cadastrados, nesta região Oeste da Chapada, sítios arqueológicos, pinturas rupestres, grutas etc", acrescentou o secretário.

Para 2019, a meta da Setur é implantar sinalização turística ao longo do eixo entre Rio de Contas e Jacobina e mobilizar setores público e privado para novos investimentos, valorizando ainda mais aspectos histórico-culturais da rota do ouro.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Carnaval em Tiradentes (MG): o que fazer além de curtir a folia?
Viagens

Carnaval em Tiradentes (MG): o que fazer além de curtir a folia?

A cidade oferece grande riqueza histórica, cultural e natural.

Não gosta do Carnaval? Parque nacional chileno é alternativa para fugir do verão e da folia brasileira
Viagens

Não gosta do Carnaval? Parque nacional chileno é alternativa para fugir do verão e da folia brasileira

O frio e a beleza do Parque Nacional Torres del Paine, entre a Argentina e o Chile, chamaram a atenção de v...

Salvador é o destino preferido de paulistanos, cariocas e mineiros para o carnaval
Viagens

Salvador é o destino preferido de paulistanos, cariocas e mineiros para o carnaval

de viagens momondo analisou o interesse pela folia baiana. Entre os visitantes internacionais, suecos são os ...

Vídeo

Feira: estudantes fazem manifestações contra calor e cobram melhorias na estrutura de escolas estaduais Veja mais Vídeos ›

Podcast

Dia da Felicidade
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram