Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Desenbahia Mulher
  • Desenbahia Homem
  • Desenbahia Mulher
19 de Novembro de 2018
Dólar: R$ 3,71 Euro: R$ 4,26
23º 33º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Economia

Todas as notícias
Publicado em 13/06/2018 11h05.

Vendas no Dia dos Namorados crescem 1,63%, apontam SPC Brasil e CNDL

Desde 2014, movimento do comércio para a data apresentava queda nas vendas, mas resultado de 2018 mostra uma leve recuperação
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Vendas no Dia dos Namorados crescem 1,63%, apontam SPC Brasil e CNDL
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

Dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) apontam que as vendas parceladas no Dia dos Namorados deste ano cresceram 1,63% na comparação com o mesmo período do ano passado, sinalizando uma leve recuperação após anos seguidos de resultados no vermelho. Essa é a terceira data comemorativa do ano em que as vendas a prazo apresentam crescimento: na Páscoa a variação positiva havia sido de 3,24% e no Dia das Mães, de 2,86%.

Desde 2011 o ritmo do comércio para o Dia dos Namorados vinha desacelerando ano após ano, sendo que nos últimos quatro anos as vendas registram resultado negativo. Em períodos anteriores, as variações foram de -9,61% (2017), -15,23% (2016), -7,82% (2015), -8,63% (2014), +7,72% (2013), +9,08% (2012), +10,80% (2011) e +7,23% (2010).

Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro, o resultado de 2018 reflete o fim da recessão e a melhora gradual da atividade no comércio. “O resultado é tímido e ainda não reverte as perdas que o comércio vem acumulando nos últimos anos, mas é um alento para as próximas datas comemorativas e consolida a percepção de que a pior fase da crise ficou para trás”, comemora o presidente.

“O crédito ainda restrito segue limitando o poder de compras dos brasileiros, assim como o desemprego elevado, mas com a economia dando primeiros sinais de retomada, os consumidores foram às compras de forma menos tímida que nos últimos anos”, afirma a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Neste ano, segundo um levantamento do SPC Brasil, os presentes mais procurados seriam roupas (41%), perfumes ou cosméticos (34%), calçados (22%) e jantares (18%) e o gasto médio com presentes de quase R$ 167.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Em reação à nova equipe econômica, dólar cai e Bovespa sobe
Economia

Em reação à nova equipe econômica, dólar cai e Bovespa sobe

A moeda norte-americana ainda acumula uma valorização de 14% no ano em relação ao real.

Veja como aproveitar a Black Friday sem cair em golpes virtuais
Economia

Veja como aproveitar a Black Friday sem cair em golpes virtuais

Quadrilhas aproveitam a megaliquidação para roubar dados pessoais e aplicar golpes. Tomar cuidado com as inf...

Receita paga hoje restituições do 6º lote do Imposto de Renda
Economia

Receita paga hoje restituições do 6º lote do Imposto de Renda

O pagamento também contempla lotes residuais das declarações de 2008 a 2017.

Vídeo

Silvio Santo assedia Claudia Leitte no Teleton Veja mais Vídeos ›

Podcast

Classes hospitalares são inauguradas em dois hospitais em Feira de Santana
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram