Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • ELEIÇÕES
  • Educa Mais Brasil
16 de Outubro de 2018
Dólar: R$ 4,09 Euro: R$ 4,78
24º 35º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 12/06/2018 17h40.

Pena para médico denunciado por cobrar para fazer cirurgias do SUS pode chegar a 16 anos de prisão

O MP já estava acompanhando uma série de denúncias relacionadas à Casa de Saúde Santana.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Pena para médico denunciado por cobrar para fazer cirurgias do SUS pode chegar a 16 anos de prisão
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Rachel Pinto

Um médico que trabalhava como ortopedista conveniado do Sistema Único de Saúde (SUS) na Casa de Saúde Santana, em Feira de Santana, foi denunciado na segunda-feira (11) pelo Ministério Público Estadual (MPE). Segundo o órgão, ele estaria cobrando de pacientes que usavam o serviço público de saúde, pagamentos de valores pela realização de procedimentos cirúrgicos e ortopédicos.

Promotor Tiago Quadros (Foto: Ed Santos/Acorda Cidade)

O promotor de justiça Tiago Quadros explicou à reportagem do Acorda Cidade como o crime foi descoberto e segundo ele, o MP já estava acompanhando uma série de denúncias relacionadas à Casa de Saúde Santana.

“Recebemos denúncias de que pacientes do SUS estavam sendo submetidos a cobranças de taxas e valores para realização de consultas e procedimentos. Esse material todo foi reunido em um inquérito e inclusive gerou termo de ajustamento para que fosse evidenciada a proibição de cobrança naquela unidade já que isso era recorrente. No bojo dessas denúncias foi apontado um profissional de saúde específico. Pacientes que se submeteram a fila do SUS aguardaram e foram surpreendidos no momento do atendimento com o que era apresentado como uma taxa simbólica para a realização de procedimentos ortopédicos. Esses pacientes surpresos com a notícia, procuraram o Ministério Público (MP) e denunciaram”, relatou.

O promotor disse que os pacientes informaram que as taxas cobradas pelo médico variavam de preço e tinham valores inferiores ao que são praticados no âmbito privado. Ele salientou que todas as informações prestadas pelos pacientes foram reunidas pelo MP e a denúncia foi apresentada. O juiz deverá avaliar todos esses argumentos e assim decidir pelo recebimento da denúncia. Caso haja o recebimento, o médico terá a oportunidade se de defender, apresentar testemunhas e na instrução contrariar os argumentos do MP.

“A conduta de cobrar para fazer o que é a sua obrigação tem uma pena de 2 a 8 anos, como são duas condutas de médico e servidor público.  Como são duas condutas, seriam 2 a 8 vezes, duas vezes”, comentou.

Tiago Quadros observou que chegam ao MP vários relatos em relação a unidades de saúde pública que cobram por procedimentos. No entanto, a dificuldade do órgão é reunir elementos a ponto de oferecer uma denúncia. Ele disse que qualquer pessoa que seja usuária da rede pública que se sentir vítima da mesma circunstância e tiver elementos que indicam que foi submetida a cobrança por um procedimento do SUS, pode formular uma representação escrita ou buscar atendimento no MP. Será feito um termo e assim haverá a continuidade da investigação.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Autistas e outras crianças com deficiência podem se inscrever para Corrida de Verão
Feira de Santana

Autistas e outras crianças com deficiência podem se inscrever para Corrida de Verão

O percurso para estes atletas especiais, que poderão ser acompanhados por pais ou responsáveis, será de ape...

Ações do Centro Juiz Walter afastam crianças do trabalho infantil
Feira de Santana

Ações do Centro Juiz Walter afastam crianças do trabalho infantil

As atividades são pontuadas diariamente por ações interativas e recreativas que vão desde aulas de violão...

Feira de Santana

Condomínios devem se preparar para o desligamento do sinal analógico de TV

O sinal analógico será desligado em 05 de dezembro na região de Feira de Santana.

Vídeo

Documentário Os Guardiões da Lagoa Veja mais Vídeos ›

Podcast

Entrevista com José Ronaldo - Parte I
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram