Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

19º 27º Feira de Santana
24 de maio de 2018

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Feira de Santana

Consumidores não resistem ao milho: assado ou cozido iguaria é de dar água na boca

16/05/2018 17h49
O cheiro e o visual do milho são os maiores atrativos para os consumidores e é difícil resistir a essa tentação.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Consumidores não resistem ao milho: assado ou cozido iguaria é de dar água na boca
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Rachel Pinto

O movimento de venda de milho no centro de Feira de Santana já começou. Em cada esquina já é possível ver um vendedor abandando seu fogareiro ou empurrando um carrinho comercializando milho cozido, além de pamonha e canjica.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

O cheiro e o visual do milho são os maiores atrativos para os consumidores e é difícil resistir a essa tentação. Dona Maria de Lourdes Pereira Souza, de 68 anos conta que vende milho nesse período do ano há mais de 30 anos. Com a atividade ela criou os filhos e continua tirando o seu pão de cada dia.

No mesmo ponto, localizado no cruzamento da Avenida Getúlio Vargas com a Rua JJ Seabra, por décadas ela tem cativado muitos clientes com sua simplicidade e alegria.

Com muito bom humor ela é figurinha conhecida no local e tem clientes fieis que não resistem a um bom milho assado.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Só saio daqui quando eu morrer. Enquanto Deus me der saúde e coragem eu estou aqui trabalhando. Vendo milho assado e mais algumas coisinhas. Eu vendo cerca de 120, 150 milhos por dia. O milho não é daqui da região, mas está verdinho e doce”, garante.

A vendedora ambulante explica que o milho que comercializa vem das cidades de Ibotirama e é produzido com irrigação. Segundo ela, no fim de maio, começa a chegar milho que vem de Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas e Irará. Ela compra o produto no Centro de Abastecimento e o centro custa R$ 80. Cada milho é vendido por R$ 2 e Dona Maria de Lourdes salienta que o preço é o mesmo de anos anteriores. “O preço é o mesmo já há muitos anos. Sempre é R$ 2”, diz.

Com muita disposição a ambulante relata que o seu próximo passo fruto do trabalho com a venda de milho será reformar a casa.

“Minha casa está pra cair e se Deus quiser eu vou fazer a reforma. Em nome de Jesus. Ele vai abençoar e eu vou conseguir”, acrescenta.

Enquanto o milho cultivado pelos agricultores da região de Feira de Santana ainda não está pronto para a colheita para Dona Maria de Lourdes vender para seus clientes, ela agradece a Deus por cada dia vivido e em cada milho vendido vai uma saudação para o cliente: “Deus te guarde!”, “Deus de abençoe!” e “Obrigada meu bem!”.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também



PodCast

Prefeito e presidente da Câmara avaliam concurso realizado neste domingo (20)

mais podcast ›

Videos

Contra aumento da gasolina, vereador comparece a sessão montado a cavalo