Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • ELEIÇÕES
  • Educa Mais Brasil
17 de Outubro de 2018
Dólar: R$ 4,09 Euro: R$ 4,78
23º 32º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Dilton e Feito

Todas as notícias
Publicado em 12/01/2018 11h25.

Lei estabelece meta de redução pela metade no índice de mortes no trânsito

A lei tem origem no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 47/2016, aprovado no Senado em maio de 2017 e votado com modificações na Câmara dos Deputados em dezembro de 2017.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Lei estabelece meta de redução pela metade no índice de mortes no trânsito
Foto: Paulo José/Acorda Cidade (Arquivo)

O índice de mortes no trânsito deve ser reduzido pela metade num prazo de dez anos. Esse é o objetivo do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), criado pela Lei 13.614/2018, que foi publicada nesta sexta-feira (12) no Diário Oficial da União. A lei tem origem no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 47/2016, aprovado no Senado em maio de 2017 e votado com modificações na Câmara dos Deputados em dezembro de 2017. A lei entra em vigor daqui a 60 dias. O objetivo é que em 2028 as mortes no trânsito caiam para a metade. Para estabelecer as metas anuais, a Polícia Rodoviária Federal deverá realizar consulta ou audiência pública com a sociedade. As metas serão divulgadas em setembro, durante a Semana Nacional de Trânsito, assim como o balanço das estatísticas do ano anterior (os índices preliminares serão divulgados até 31 de março). A meta deverá ser atingida através do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans). O Pnatrans será elaborado em conjunto pelos órgãos de saúde, de trânsito, de transporte e de justiça. Deverá conter os mecanismos de participação da sociedade no atingimento das metas; a divulgação via internet de balanço anual com ações e procedimentos de fiscalização, metas e prazos; e a previsão de campanhas de conscientização da população.

Penas para descumprimento das metas

A Câmara dos Deputados retirou uma emenda incluída no Senado Federal que alterava o artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro. O trecho retirado instituía uma penalização para os Estados e Distrito Federal que não atingissem os objetivos do Pnatrans ao término do prazo de 10 anos. Essa punição poderia chegar a até 40% do total das multas arrecadadas pelos estados, em caso de vários anos seguidos de reincidência. As informações são da Agência Senado. 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Barcelona se posiciona sobre apoio de Ronaldinho a Bolsonaro
Via Twitter

Barcelona se posiciona sobre apoio de Ronaldinho a Bolsonaro

Após o Diário Sport dizer que Ronaldinho Gaúcho poderia ser afastado o Barcelona se posicionou oficialment...

Bolsonaro promete extradição imediata de Cesare Battisti caso seja eleito
Eleições

Bolsonaro promete extradição imediata de Cesare Battisti caso seja eleito

Em seu País, Battisti foi condenado por terrorismo pelo assassinato de quatro homens nos anos 1970. A Itália...

'Quem sabe se vai ou não é ele', diz José Ronaldo sobre ida de Tom para base do governo Rui
Política

'Quem sabe se vai ou não é ele', diz José Ronaldo sobre ida de Tom para base do governo Rui

Ronaldo ainda comentou sobre a declaração de Tom afirmando que será candidato a prefeitura de Feira em 2020...

Vídeo

Documentário Os Guardiões da Lagoa Veja mais Vídeos ›

Podcast

Entrevista com José Ronaldo - Parte I
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram