Acorda Cidade - Dilton Coutinho

29 de Janeiro de 2022
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Polícia

Todas as notícias
Publicado em 13/02/2017 15h10.

Acusado de morte do empresário Gil Porto Neto será liberado nesta segunda-feira, diz advogado

O empresário conduzia um veículo BMW pelo Largo São Francisco, no bairro Kalilândia, quando foi morto a tiros.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Rachel Pinto

Gregório dos Santos Teles, acusado de envolvimento com a morte do empresário Gil Marques Porto Neto, no dia 21 de maio 2014, ganhará liberdade do Conjunto Penal de Feira de Santana nesta segunda-feira (13). Os outros acusados de participação no crime já foram liberados. São eles: o cabo da Polícia Militar Ailton Nascimento da Silva e Eliomar Alexandre Rocha Nunes.

O advogado de defesa de Gregório dos Santos Teles, Pericles Novais Filho, em entrevista ao Acorda Cidade disse que o seu cliente que também era acusado de participar de mortes durantes a greve da Polícia Militar em 2014, foi liberado desta acusação, e não tem nada a dever em relação a esses processos.

“Em relação ao caso do empresário Gil Porto ele vai responder em liberdade que já lhe foi concedida e segue liminar pelo STF. Ele foi absolvido e liberado das acusações que lhe foram impostas em relação aos homicídios ocorridos na greve. Ele é um homem livre e só responde a um processo na comarca de Feira de Santana que é o fato de Gil, ao qual está inclusive com recurso no STF para anular o processo em face das questões processuais que foram levantadas pela defesa realizada por mim e pelo advogado André Novaes”, explicou.

De acordo com Péricles Novais, Gregório, caso seja pronunciado pela a morte de Gil Porto, não pode voltar ao Conjunto Penal porque está com um habeas corpus do STF. “Ele está com habeas corpus do STF e essa ordem por ser superior ele não pode voltar. Só se vir uma ordem contrária. Só o STF pode incidir sobre a sua liberdade. Ademais, nós vamos fazer recursos e enquanto os recursos estiverem prosperando eles está sob a decisão do STF e não pode ser preso”, completou.

Pericles Novais acrescentou ainda que se ficar comprovada na sentença de pronúncia que os seus clientes não foram os autores do crime, a polícia deverá retomar às investigações do crime.

“Em relação a questão do empresário a polícia entende e a justiça ainda não se pronunciou que os meus clientes foram os autores. Mas, se comprovada amanhã na sentença de pronúncia que não foram eles os autores, a polícia deve sim voltar às investigações. Em relação as mortes ocorridas na greve, às quais eles foram pronunciados, neste caso específico a polícia deve voltar a apurar porque ficou comprovado que não foram eles. Na figura dos meus clientes, não está definida, não está e não vai estar em nenhum momento porque não foram eles que fizeram”, disse.

Leia também: STF concede liberdade para acusados de matar empresário em Feira de Santana

O advogado salientou ainda que Gregório deixa o presídio sem responder a tentativa de homicídios na greve, só a responder a suposta participação, na morte de Gil Porto.

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

PRF apreende 43 Kg de cocaína na BR 116 em Feira de Santana
Feira de Santana

PRF apreende 43 Kg de cocaína na BR 116 em Feira de Santana

Droga estava sendo levada na cabine do veículo. Essa apreensão causou um prejuízo de R$ 7.740.000,00 ao cri...

Dois irmãos são assassinados a tiros na cidade de Tanquinho enquanto dormiam
Tanquinho

Dois irmãos são assassinados a tiros na cidade de Tanquinho enquanto dormiam

Até o momento, não há informações sobre autoria nem motivação do crime.

Corpo é encontrado em terreno baldio no bairro Jussara
Feira de Santana

Corpo é encontrado em terreno baldio no bairro Jussara

O corpo foi encaminhado ao DPT para ser necropsiado.

Vídeo

Covid-19: com poucos funcionários, drive-thru da prefeitura gera longas filas na Ayrton Sena Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 28.01.22:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram