Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
19 de Fevereiro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 25/02/2014 18h44.

Prefeito apresenta projeto do shopping popular com investimentos de R$ 30 milhões

No período na noite, em outro encontro, o prefeito apresentou o projeto aos vendedores ambulantes na Euterpe Feirense.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Prefeito apresenta projeto do shopping popular com investimentos de R$ 30 milhões
Reprodução
Daniela Cardoso e Ney Silva

Feira de Santana vai ganhar um empreendimento de 30 milhões de reais: é o shopping popular com capacidade para 1.800 espaços, numa Parceria Público Privada (PPP). O projeto foi apresentado na tarde desta terça-feira (25) pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho aos representantes de entidades que fazem parte do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico. 
 

 
No entanto, ainda não existe previsão para início das obras do shopping popular. No período na noite, em outro encontro, o prefeito apresentou o projeto aos vendedores ambulantes na Euterpe Feirense.  
 
      
 
Para explicar sobre o funcionamento desse projeto esteve em Feira de Santana o empresário Elias Tergilene, da Uai Shopping, (Unidade de Ambulantes Integrados). Ele é ex-camelô e idealizador do projeto, que foi implantado em Belo Horizonte, e já está presente em algumas cidades do Brasil.
 
Tergilene informou que o equipamento é da cidade e tem que ser administrado através de uma gestão compartilhada junto com a sociedade, poder público e iniciativa privada. Ele explicou que o projeto é muito amplo. Só a prefeitura vai investir 30 milhões de reais. A empresa que vai administrar deverá investir em infraestrutura e publicidade. 
 
“A sociedade tem que estar engajada nesse projeto. O camelô tem que estar junto com a iniciativa privada apoiando e dando apoio ao ambulante e à cidade uma perspectiva de futuro melhor”, afirmou Tergilene.
 

O presidente da Avanfs (Associação dos Vendedores Ambulantes de Feira de Santana), Nelson Dias, destacou que a iniciativa do shopping popular é ótima. “Conheço muito bem esse projeto do shopping popular em São Paulo, Belo Horizonte e em Salvador, que está em fase de construção. A ideia é tirar todos os camelôs das ruas”, afirmou.
 
Na opinião de Nelson não existe outra solução a não ser construir um empreendimento desse tipo. Ele informou ainda que já vem defendendo essa ideia há 10 anos e entende ser necessária a união da iniciativa pública com a privada.
 

 
Para o presidente da Associação Comercial de Feira de Santana, Marcelo Alexandrino Souza, o empreendimento é arrojado e atende às necessidades da cidade. Em relação ao número de espaços que vão ser disponibilizados, 1.800, ele acredita serem suficientes para atender todos os ambulantes. “Acho que é uma solução inteligente, pois a gente já não suporta mais essa desorganização do centro da cidade e estamos ansiosos para inaugurar esse empreendimento”, afirmou.
 

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Feira de Santana, Alfredo Falcão, também aprovou a iniciativa de construção do shopping popular. Ele defende que no entorno do shopping seja construído um espaço rodoviário para estacionamento das vans que vêm de várias cidades da Bahia. Alfredo acredita que se esse espaço for criado vai atrair consumidores, favorecendo o shopping popular.
 
       
            
O secretário municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Junior, explicou que esse projeto é um plano de trabalho que está sendo apresentado e agora vai se buscar fazer uma PPP. “A partir de agora o nosso papel é viabilizar essa ação o mais rápido possível”, afirmou.
 
Ele salientou ainda que já foi feita a atualização de dados dos vendedores ambulantes das principais ruas e avenidas da cidade. A partir de agora, afirma o secretário, será feita uma articulação para definir a licitação e as estratégias necessárias para a construção do shopping popular, que deve ser construído numa área da rua Olímpio Vital, entre o setor de artesanato e as pistas internas da Ceasa, do Centro de Abastecimento.
 

Antônio Carlos Borges Junior disse também que o governo municipal já recebeu uma manifestação de interesse da empresa Pio Invest, de Minas Gerais. Ele disse que a empresa tem 180 dias para apresentar os planos e projetos que serão licitados para que o shopping venha a ser construído. 

Veja abaixo fotos da reunião com os vendedores ambulantes: 
 




 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Motoristas de vans cobram bilhetagem eletrônica e reclamam de dificuldades financeiras
Feira de Santana

Motoristas de vans cobram bilhetagem eletrônica e reclamam de dificuldades financeiras

O secretário Saulo explicou que o sistema de bilhetagem não está imposto em contrato com os alternativos, p...

Hidrômetros são furtados no distrito João Durval, em Feira de Santana
Feira de Santana

Hidrômetros são furtados no distrito João Durval, em Feira de Santana

O usuário cujo imóvel tenha o hidrômetro furtado deve informar à Embasa pelo telefone 0800 0555 195 para q...

Hospital Clériston Andrade forma 1ª Turma do Curso de Libras
Feira de Santana

Hospital Clériston Andrade forma 1ª Turma do Curso de Libras

Uma nova turma com 50 servidores já foi formada e as aulas terão início de março deste ano.

Vídeo

Duas pessoas morrem em colisão entre carro de funerária e caminhão Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta terça-feira 18.02:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram