Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Educa Mais Brasil
  • Educa Mais Brasil
21 de Fevereiro de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Educação

Todas as notícias
Publicado em 17/10/2013 07h35.

Faça o simulado online gratuito para o Enem 2013

O programa é gratuito e reúne todas as questões das provas de 2009 a 2012 para que o candidato possa testar os conhecimentos e monitorar o desempenho em todas as disciplinas.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Faça o simulado online gratuito para o Enem 2013
Divulgação
Acorda Cidade
 
Agência Brasil - Na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a dica de vários professores para os estudantes é identificar as dificuldades e se dedicar aos estudos nessas áreas. Os simulados online são uma boa opção para avaliar os conhecimentos e se preparar para as provas.

CLIQUE AQUI E FAÇA O SIMULADO
 
“A orientação que dou para os alunos é fazer muitos exercícios de provas anteriores até porque isso é bom, eles vão ter ideia do que precisam estudar mais. Os sites são ferramentas que ajudam. Antes, os estudantes tinham que ficar buscando a prova no próprio site do Enem, tinham que imprimir, era muito complicado. Essas ferramentas são muito importantes na preparação”, diz a professora de sociologia da escola pública Centro de Ensino Médio Elefante Branco, Adriana Souza Toledo.
 
Simulado

A Agência Brasil e o Portal EBC convidaram alunos do centro para fazer o simulado desenvolvido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e contar em que áreas do Enem têm mais dificuldade. O programa é gratuito e reúne todas as questões das provas de 2009 a 2012 para que o candidato possa testar os conhecimentos e monitorar o desempenho em todas as disciplinas. O estudante deve fazer o cadastro e, ao acessar o sistema, escolher se quer responder a todas as questões ou selecionar áreas do conhecimento específicas: linguagens, matemática, ciências humanas e da natureza. Também é possível selecionar o ano da prova a que o aluno quer responder.
 
Os alunos do 3º ano Ana Luisa Pimentel e Jonatas Rodrigues fizeram o simulado. Ambos disseram que o mais difícil no Enem é a quantidade de textos. “É uma prova de resistência”, diz Ana Luisa.
 
Ela fez o Enem no ano passado apenas para treinar. Este ano, vai fazer para concorrer a uma vaga em arquitetura. A prioridade é a Universidade de Brasília (UnB), que passará a adotar em 2014 o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) - que usa a nota do Enem como critério de seleção.
 
Desde o começo do ano, ela está em um cursinho preparatório e faz simulados. “Eu vejo no que eu tenho mais dificuldade e estudo. Na escola, o meu rendimento é melhor em exatas. Eu consigo nos simulados ver se o que eu rendo melhor é em exatas ou em humanas, tenho noção do que preciso fazer para melhorar”. No ano passado, ela disse que foi bem. Com o preparo deste ano, está mais confiante.  
 
“O problema é a interpretação do Enem, com o conteúdo tenho facilidade”, diz Jonatas. Há alguns dias da prova, ele prefere gravar as aulas que tem na escola e escutar no ônibus. “Se eu ficar estudando, lendo, não vou ter tempo de reler o conteúdo. As dúvidas, tiro na internet e também vejo muitas videoaulas”, conta. Os simulados, segundo ele, ajudam a pegar o ritmo da avaliação. Ele quer fazer economia, também na UnB.
 
A prova

As provas do Enem serão nos dias 26 e 27 de outubro. No primeiro dia, os estudantes terão quatro horas e meia para responder 90 questões de ciências humanas e tecnologias e de ciências da natureza e tecnologias. No segundo dia, além das 90 questões de linguagens, códigos e tecnologias e matemática, será aplicada a prova de redação e o tempo aumenta para cinco horas e meia.
 
Dos estudantes que já fizeram o simulado disponível no Portal EBC, mais da metade tiveram dificuldade em ciências da natureza e tecnologias. Conforme levantamento, 57% das respostas na área estavam erradas. Em segundo lugar, aparece matemática (com 54% das respostas erradas). As línguas tiveram os maiores percentuais de acertos: inglês (59%) e espanhol (53%), seguidas de linguagens, códigos e suas tecnologias (52%).
 
Segundo a professora Adriana, na escola é também nas exatas que os alunos têm mais dúvidas. “Essas disciplinas exigem conhecimentos anteriores, matemática, química, física. São questões que exigem conhecimento até do ensino fundamental, das operações básicas. A gente tenta trabalhar por meio de exercícios”.
 
No site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estão disponíveis materiais e gabaritos que podem ajudar na preparação dos estudantes.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Educação

MEC vai rever texto da base de formação de professores

O documento orientará a formação de professores em licenciaturas e cursos de pedagogia em todas as faculdad...

Sindicalista considera Reforma da Previdência como uma 'facada' dada aos trabalhadores
Feira de Santana

Sindicalista considera Reforma da Previdência como uma 'facada' dada aos trabalhadores

O texto foi entregue hoje pelo presidente Jair Bolsonaro no Congresso Nacional . A proposta prevê uma idade m...

Educação

UFRB divulga resultado da primeira chamada do Cadastro Seletivo 2019.1

A relação dos aprovados está disponível no site dos Processos Seletivos da UFRB.

Vídeo

Áudios revelam discussões entre Gustavo Bebianno e Jair Bolsonaro Veja mais Vídeos ›

Podcast

Temperatura em fevereiro deve continuar alta, afirma coordenadora da estação climatológica
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram