Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

21º 27º Feira de Santana
26 de outubro de 2014

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Centro Imobialirio
Top Bahia
Todas as notícias Eleições 2014

PSDB e PMDB perdem prefeituras; PT, PSD e PSB ganham peso

08/10/2012 17h15
O partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, sai das urnas com 493 prefeitos e torna-se a quarta força municipal, atrás apenas de PMDB, PSDB e PT. O PP é o quinto em prefeitos, e o PSB, o sexto.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
PSDB e PMDB perdem prefeituras; PT, PSD e PSB ganham peso
Reprodução

 

Acorda Cidade
 
O PSDB saiu menor das urnas, em comparação a 2008, e elegeu 691 prefeitos em todo o Brasil, ante as 787 prefeituras que havia conquistado na última eleição municipal. O número representa uma queda de aproximadamente 12%.
 
Algumas das maiores perdas foram nos principais Estados que o partido governa: São Paulo (menos 32 prefeituras) e Minas Gerais (menos 13). Os tucanos, porém, perderam mais cidades no Ceará: 46 prefeituras menos do que em 2008.
 
O PMDB ainda tem a maior base municipal, mas encolheu. O partido elegeu quase 200 prefeitos menos do que em 2008, quando tinha 1.193 prefeituras sob seu comando. O partido perdeu o comando de cidades na grande maioria dos Estados, mas cresceu em São Paulo, onde passou de 69 para 88 prefeitos eleitos.
 
O PSB foi o partido que mais cresceu nestas eleições municipais. A sigla comandada pelo governador de Pernambuco Eduardo Campos elegeu mais de 120 prefeitos além do que tinha eleito em 2008. Seus novos prefeitos vão comandar o dobro de eleitores do que quatro anos. É o maior crescimento absoluto e proporcional entre todos os partidos. O PSB ganhou mais no Nordeste e em Minas Gerais.
 
Além do PSB, um grande partido elevou seu número de prefeitos eleitos em relação ao que conquistou em 2008: o PT elegeu 67 a mais. Suas novas prefeituras foram conquistadas, principalmente, no Rio Grande do Sul, no Paraná, em Santa Catarina, no Ceará e na Bahia.
 
No Estado de São Paulo, os petistas ficaram na mesma: tinham 60, e agora têm 63 prefeitos, mas podem ganhar a capital. O PSD também sai maior da eleição. O partido foi criado no ano passado e, portanto, não disputou a eleição de 2008, mas levantamento da Confederação Nacional dos Municípios mostra que o PSD havia cooptado 272 prefeitos neste ano.
 
O partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, sai das urnas com 493 prefeitos e torna-se a quarta força municipal, atrás apenas de PMDB, PSDB e PT. O PP é o quinto em prefeitos, e o PSB, o sexto.
 
Grande parte dos partidos nanicos ampliou sua base municipal: o PSC ganhou 26 prefeitos; o PRB ganhou 22; o PV, 21; o PRP, 7; o PSL, 8; o PRTB, 5; o PTC, 5; o PHS, 4; o PSDC, 1; o PSOL, 1. As informações são do Terra.

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

Iphone - Acorda Cidade - Capa 2

Veja também

Vídeos

Gafe ao vivo: William Waack lê texto de Christiane Pelajo e ouve reclamação da colega

PodCast

Homens assaltam caminhoneiro e roubam carga avaliada em 130 mil reais

mais podcast ›

Canta Passarinho

De: joelma
Para: Dilton Coutinho
Local: gabriela

"Bom dia Dilton ontem a tarde eu estava na rua com minha filha passando ali enfrente GVR na praca froes da mota quando vi uma monte de gente dentro da GVR parei para ver foi um crianca que te..."

envie seu recado mais recados ›