Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

19º 28º Feira de Santana
29 de maio de 2016

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Educação

Professores da rede particular de Feira de Santana podem entrar em greve

25/05/2012 18h05
A informação é do professor Marialvo Barreto, presidente do Sinpro (Sindicato dos professores de Escolas Particulares).
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Professores da rede particular de Feira de Santana podem entrar em greve
Divulgação/Imagem ilustrativa

Professores da rede particular de Feira de Santana podem entrar em greve

Andréa Trindade

 
Os professores de escolas particulares de Feira de Santana realizarão uma assembleia na próxima segunda-feira (28), na sede do sindicato da categoria, na avenida Getúlio Vargas.  A informação  é do professor Marialvo Barreto, presidente do Sinpro (Sindicato dos professores de Escolas Particulares).
 
O motivo da greve é reajuste salarial. Em Salvador os professores da rede privada decretaram greve a partir da próxima terça-feira (29). A decisão foi tomada durante assembleia na manhã desta sexta (25). Na capital baiana professores de pelo menos 20 escolas particulares confirmaram adesão ao movimento grevista.

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

Videos

Católicos demostram fé, amor e união na procissão de Corpus Christi

PodCast

Vereador diz que túnel do BRT atingiu lençol freático na Maria Quitéria; engenheiros negam

mais podcast ›

Canta Passarinho

De: Funcionários do clerinstom Andrade
Para: Dilton
Local:

"2 meses sem salário e não podemos parar devido a repressão que podemos sofrer. Funcionários passando fome e sem dinheiro p ir trabalhar. Ajude a gente Dilton"

envie seu recado mais recados ›