vai para o início: Alt+i vai para o conteúdo: Alt+c vai para o menu: Alt+m vai para o fim: Alt+f Acessibilidade Brasil Acessibilidade Brasil
Dilton Coutinho
@acordacidade no Twitter
Polícia Civil da Bahia lança concurso com 130 vagas
Ouvir Programa
quinta, 24 de abril de 2014
Hora certa:
Editoriais
Colunistas
Links
RSS

Bruno do Pega é condenado por tráfico internacional de mulheres

Em 2008, Bruno do Pega foi detido em sua residência, onde foram apreendidos três veículos, uma motocicleta, documentos e computadores. Também foi condenada, pelo mesmo crime, Rogéria Matos de Santana.

24/08/2010 11:18
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letraDiminuir letra
Reprodução | Bruno do Pega foi detido em sua residência, onde foram apreendidos três veículos, uma motocicleta, documentos e computadores

Foto: Reprodução | Bruno do Pega foi detido em sua residência, onde foram apreendidos três veículos, uma motocicleta, documentos e computadores

Andréa Trindade

 O empresário do setor de automóvel de Feira de Santana, Bruno Silva de Santana, conhecido como “Bruno do Pega”, preso há um ano e nove meses, no Conjunto Penal de Feira de Santana, por tráfico internacional de mulheres, foi condenado a 8 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão pelo crime. A pena será cumprida em regime inicialmente fechado, sem direito de recorrer para processo em liberdade. Também foi condenada, pelo mesmo crime, Rogéria Matos de Santana, a quem foi acrescida mais um mês na pena: 8 anos, 11 meses  e 15 dias. 
 
O Acorda Cidade obteve essa informação na manhã desta terça-feira (24) durante entrevista exclusiva com  Marco Aurélio Gomes, advogado de Bruno do Pega, que informou que vai ingressar amanhã (25) com um recurso de apelação, para que a decisão judicial seja reformulada, uma vez que não concorda com  a imputação do crime de formação de quadrilha, atribuído ao réu.
 
 
Segundo o advogado, Bruno já tem direito a detração, que é um instituto em que o tempo de pena já cumprido antes da sentença é abatido. Ele informou ainda que pode ingressar também com o instituto chamado execução provisória para garantir o direito de progressão de regime, passando de fechado para semiaberto  e de semiaberto para o aberto, até alcançar o livramento condicional, já que Bruno não foi condenado definitivamente. “Ele ainda está exercitando o direito de recorrer”, explicou o advogado.
 
Além de Bruno e Rogéria Matos, está preso, Adalto Ferreira de Andrade. Estiveram presos Cesar Augusto de Souza, Thayse de Lima Barbosa, Thiago Machado Souza, Cristine Leão Batista, Odenício Dias, Ylana Caetano Dias e Vera Lúcia Pereira dos Santos que respondem processo em liberdade, além de Frank Oliveira Borges, o Frank Calderon , que   estiveram preso desde novembro de 2008, sob a acusação de envolvimento com o tráfico internacional de mulheres. Frank Calderon, que foi liberado no dia 25 de maio de 2010, do Conjunto Penal de Feira de Santana e absolvido hoje (24) pelo mesmo juiz que condenou Bruno e Rogéria.
 
 
Relembre o caso
 
A Operação Princesa do Sertão, desencadeada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, na época, teve o objetivo de desarticular esquema de tráfico internacional de pessoas, que culminou com na prisão de três pessoas em Feira de Santana e outras duas em Salvador no dia 25 de novembro de 2008.

Dentre os presos, estava o empresário do setor de automóveis de Feira de Santana conhecido por Bruno do Pega. Ele foi detido em sua residência, onde foram apreendidos três veículos, uma motocicleta, documentos e computadores.Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e outros nove de prisão preventiva nos municípios de Feira de Santana, Salvador e Vitória (ES). As investigações começaram em fevereiro de 2008.

Duas quadrilhas foram desarticuladas. Os dois grupos enviavam mulheres para prostituição em clubes situados no balneário de Ibiza, na Espanha, e na cidade de Brescia, na Itália. De acordo com as estimativas, 32 mulheres foram enviadas para os países europeus. As passagens eram compradas com cartão de crédito clonado, segundo o MPF. 

(Com informações do repórter Aldo Matos, do programa Acorda Cidade).
 
 
Leia Também: 
Advogado de Bruno do Pega questiona decisão de juiz ao mantê-lo preso
o empresário do setor de automóveis de Feira de Santana

Bruno do Pega é condenado por tráfico internacional de mulheres
Bruno do Pega é condenado por tráfico internacional de mulheres
  • Recomendar
É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.


Envie esta notícia por e-mail.


É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.