Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

20º 32º Feira de Santana
13 de dezembro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Feira de Santana

Vendedores ambulantes fazem manifestação na Avenida Senhor dos Passos

06/12/2017 17h19
A manifestação aconteceu porque os ambulantes querem continuar vendendo seus produtos na Praça Bernadino Bahia e também na calçada da avenida.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Vendedores ambulantes fazem manifestação na Avenida Senhor dos Passos
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Rachel Pinto

Uma manifestação realizada por volta das 14h na tarde desta quarta-feira (6) reuniu vendedores ambulantes na Avenida Senhor dos Passos em Feira de Santana. Eles fecharam a via e bloquearam o trânsito. A manifestação aconteceu porque os ambulantes querem continuar vendendo seus produtos na Praça Bernadino Bahia e também na calçada da avenida.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Segundo eles, todos os anos neste período, a prefeitura libera para que eles possam comercializar nestes locais e no entanto, este ano eles foram proibidos. O ‘rapa’ e a Guarda Municipal estão dificultando e impedindo que tenham acesso à praça e a calçada.

A vendedora ambulante Rosilda disse que a manifestação parou toda a avenida. De acordo com ela, ficam na praça, na calçada e em frente ao ponto de ônibus em média 50 ambulantes. Ela trabalha com frutas e por dia chega a lucrar até R$1.000.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade 

“A gente quer continuar aqui. Fizemos contato com o secretário Pablo Roberto pedindo para que a guarda municipal saia. A prefeitura está proibindo e a gente só quer trabalhar. Só ficar aqui esse mês de dezembro. É um mês que vendemos bem e aqui o movimento é bom”, ressaltou.

Gilmera Ferreira de Souza que também trabalha como ambulante, informou que vende maracujá há dois anos no local. Ela observou que o único objetivo dos vendedores é continuar trabalhando.

“Queremos nossos direitos. Queremos trabalhar e sustentar a nossa família. Sempre tem espaço para mais um”, comentou.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

O motorista da empresa Rosa, Vagner Montino, que faz linha do Conjunto João Paulo para o Terminal Central contou que teve que parar o trabalho devido a manifesatção. Cerca de 70 passageiros estavam no ônibus que ele dirigia e a maioria desistiu de ficar no veículo

“A maioria das pessoas desceu. Está tudo travado e a gente tem que paciência e respeitar”, acrescentou.

A passageira Sandra Assis relatou que desde às 14h estava sentada no ônibus parado esperando a manifestação acabar. Ela estava indo para o solar da Princesa.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Já paguei a passagem e eu tinha compromisso marcado. Agora tenho que ter paciência e esperar”, pontuou.

A Superintentência Municipal de Trânsito (SMT) só chegou à manifestação por volta das 15h. Duas viaturas da Polícia Miliatar estiveram presentes e pouco depois a via foi liberada.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Queda de energia danifica equipamentos em escola e casas no bairro Sobradinho

mais podcast ›

Videos

População recebe PM com aplausos após morte de assaltantes de banco em Olindina