Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

20º 31º Feira de Santana
14 de dezembro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Dilton e Feito

PMDB baiano vive dias de total inferno-astral

06/12/2017 15h47
A notícia de que a PGR denunciou Geddel, Lúcio Vieira Lima e a mãe dos dois, D. Marluce, além de pedir prisão domiciliar para os dois últimos, com o uso de tornozeleira eletrônica, jogou mais lenha numa tumultuada reunião da executiva do partido.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
PMDB baiano vive dias de total inferno-astral
Foto: Valter Campanato | ABr

Os quatro deputados estaduais do PMDB andavam nesta terça-feira, 5, na Assembleia um tanto sorumbáticos. E motivos sobram. A notícia de que a Procuradoria Geral da República denunciou na segunda (4), Geddel, o irmão, deputado federal Lúcio Vieira Lima, e a mãe dos dois, D. Marluce, de quase 80 anos, além de pedir prisão domiciliar para os dois últimos, com o uso de tornozeleira eletrônica, jogou mais lenha numa tumultuada reunião da executiva do partido. A questão: o ex-deputado Genebaldo Correia, que havia brigado com Geddel e se afastado do partido, se reaproximou depois do escândalo das malas de R$ 51 milhões e tentou articular a entrada no partido do prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo, o que provocou resmungos de muitos, pelo entendimento de que ele queria imperar como patrono da salvação do partido. Na reunião de segunda, Lúcio apareceu repentinamente, justo na hora em que João Santana, amigo de velhas datas de Geddel, tirava dos cachorros para botar em Genebaldo. A melhor coisa que chamou foi de 'anão do orçamento'. Lúcio entrou na discussão e carimbou o que João disse. O bicho pegou. A coisa foi feia. as informações são da coluna Tempo Presente, do A Tarde. 

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Queda de energia danifica equipamentos em escola e casas no bairro Sobradinho

mais podcast ›

Videos

População recebe PM com aplausos após morte de assaltantes de banco em Olindina