Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

22º 34º Feira de Santana
13 de dezembro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Saúde

Autoexame e fotoproteção são essenciais para prevenção do câncer de pele

05/12/2017 14h30
De acordo com dados do INCA, a cada ano cerca de 180 mil novos casos de câncer de pele são registrados no país.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Autoexame e fotoproteção são essenciais para prevenção do câncer de pele
Foto: Reprodução

Acorda Cidade

Se por um lado, nos países tropicais, cerca de cinco minutos diários de exposição do corpo inteiro ao sol são fundamentais para produção de vitamina D pelo próprio organismo, o excesso de exposição aos raios solares não é recomendado, pois, além de queimaduras na pele, o efeito acumulativo dessa radiação é responsável pelo envelhecimento cutâneo precoce e é o principal fator de risco para o câncer de pele, o tipo de tumor de maior incidência no Brasil e no mundo.

“O efeito cumulativo da exposição prolongada ao sol sem proteção é o principal fator de risco para o câncer de pele, mas não é o único. Fatores ambientais, genéticos e imunológicos também podem influenciar no aparecimento da doença. É importante conscientizar a população para a necessidade de adotar hábitos essenciais para prevenção do câncer cutâneo”, esclarece a dermatologista Jussamara Brito, professora de dermatologia e chefe do ambulatório de câncer de pele da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. “É importante também que os pais estejam atentos aos cuidados com a pele das crianças e que conscientizem seus filhos sobre os danos que podem ser causados pelo excesso de exposição ao sol”, pondera a especialista. “Já sabemos que 50 a 80% da exposição solar ocorre nas duas primeiras décadas de vida e que a fotoproteção feita de forma adequada nessa fase da pode prevenir o câncer de pele não-melanoma”, acrescenta.

Além da importância de se fazer o autoexame da pele regularmente, também é fundamental evitar a exposição excessiva ao sol. “A fotoproteção não se restringe ao uso do protetor solar, que deve ser diário”, explica a médica. “Além do protetor solar, é preciso evitar o sol no horário das 10 às 16 horas, quando a radiação é mais intensa, usar roupas adequadas, chapéus, guarda-sol e óculos escuros”, orienta Jussamara Brito.

O protetor solar deve ser usado diariamente, mesmo em dias nublados e de chuva. Deve ter proteção solar (FPS) mínima de 15 e ampla proteção UVA e UVB, precisa ser aplicado trinta minutos antes do início da exposição e deve ser reaplicado a cada duas horas de exposição ou após cada mergulho.

Pessoas com mais de 40 anos, pele muito clara (que sempre fica vermelha e nunca bronzeia), com sardas, cabelos e olhos claros, ruivas, com histórico de câncer de pele na família e caso de queimaduras e, principalmente, pessoas que tomaram muito sol sem proteção ao longo da vida fazem parte do grupo de maior risco para o câncer de pele. A exposição à radiações e substâncias químicas e imunossupressão também contribuem para o aparecimento do câncer de pele.

O diagnóstico do câncer de pele é feito através do exame dermatológico completo da pele e, muitas vezes, com o suporte também da dermatoscopia, exame realizado com o dermatoscópio, aparelho que amplia a imagem podendo identificar lesões de risco na pele.
A Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda a visita anual ao dermatologista para avaliação completa da pele e prevenção do câncer cutâneo.


Dicas do Inca para o autoexame:

Durante o autoexame, é preciso estar atento para manchas pruriginosas (que coçam), descamativas ou que sangram, sinais ou pintas com bordas irregulares e que mudam de tamanho, forma ou cor e feridas que não cicatrizam em 4 semanas.

Como fazer?

1) Em frente a um espelho, com os braços levantados, examine seu corpo de frente, de costas e os lados direito e esquerdo;

2) Dobre os cotovelos e observe cuidadosamente as mãos, antebraços, braços e axilas;

3) Examine as partes da frente, detrás e dos lados das pernas além da região genital;

4) Sentado, examine atentamente a planta e o peito dos pés, assim como os entre os dedos;

5) Com o auxílio de um espelho de mão e de uma escova ou secador, examine o couro cabeludo, pescoço e orelhas;

6) Finalmente, ainda com auxílio do espelho de mão, examine as costas e as nádegas.

No caso de notar qualquer alteração, deve-se procurar imediatamente o dermatologista.


Câncer de pele

O melanoma, o carcinoma basocelular e o carcinoma de células escamosas são os três tipos de câncer de pele mais comuns. O melanoma é o mais perigoso. Com grande capacidade de produzir metástases, o melanoma é o tumor de pele mais agressivo e é altamente letal já que que pode se disseminar para outros órgãos do corpo muito rapidamente. Geralmente, inicia-se com uma pinta escura.

“Nos últimos anos foram desenvolvidas novas drogas, mais eficazes e que melhoram a sobrevida dos pacientes com melanoma avançado, mas a grande arma contra o melanoma continua sendo o diagnóstico precoce que, de fato, aumenta a chance de cura desses pacientes”, afirma Jussamara Brito

Embora o câncer de pele seja o de maior incidência no Brasil, o melanoma, que é considerado o mais grave, ainda é o menos comum, mas sua incidência tem crescido no Brasil e no mundo.

 O aumento na incidência do melanoma e dos cânceres de pele não-melanoma está diretamente relacionado com a exposição solar mais frequente. Alguns fatores aumentam a intensidade da radiação ultravioleta:

- Horário: maior entre 10 e 15h;

- Estação do ano: verão;

- Altitude: maior na montanha;

- Localização: maior próximo a Linha do Equador (áreas mais quentes).
 

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Procurador da República Vladimir Aras diz como foi seu trabalho na operação Lava Jato

mais podcast ›

Videos

População recebe PM com aplausos após morte de assaltantes de banco em Olindina