Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

22º 34º Feira de Santana
20 de novembro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Feira de Santana

Em Feira, Sr. Dinheiro dá dicas de como empreender e economizar

21/10/2017 19h43
Durante o evento, o consultor falou sobre as finanças pessoais dos empreendedores e como o comportamento deles influencia na administração das empresas.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Em Feira, Sr. Dinheiro dá dicas de como empreender e economizar
Foto: reprodução

Laiane Cruz

O professor e consultor financeiro Luís Carlos Ewald, que ficou conhecido como Sr. Dinheiro, por conta das suas apresentações sobre educação financeira nos programas da Rede Globo, a exemplo do Fantástico, esteve em Feira de Santana, em um evento do Sebrae - Serviço de Apoio às micro e pequenas empresas, voltado para empresários.

Durante o evento, o consultor falou sobre as finanças pessoais dos empreendedores e como o comportamento deles influencia na administração das empresas. Em entrevista ao Acorda Cidade, o Sr. Dinheiro falou como suas apresentações nas redes de TV, bem como a coluna semanal que mantinha no extinto Jornal do Brasil, ajudaram muita gente a sair do sufoco financeiro.

“Durante anos eu tive uma coluna semanal chamada ‘Seu Bolso’ no Jornal do Brasil, no Rio de Janeiro, que foi um jornal ícone da década e também fiz muitas apresentações ao vivo com a Leda Nagle, na TV Brasil, sempre lidando com as contas familiares. Ajudei muita gente, salvei casamentos, resolvi problemas de família, porque o dinheiro não aceita desaforo e a educação financeira no Brasil é muito escassa”, afirmou.

Questionado se a economia brasileira de fato voltou a respirar, ele afirma que hoje o país enfrenta condições melhores.

“Primeiro há uma queda consistente na taxa de juros oficial, que é comandada pela Selic, que é a taxa que o governo paga quando toma dinheiro emprestado do público. A economia vai melhorar porque caíram as taxas de juros, caiu a inflação e teve a liberação das contas inativas do FGTS”.

O Sr. Dinheiro ressaltou ainda que o brasileiro deveria ser ensinado a poupar, e observa que já existe um movimento do governo para com os jovens nas escolas de ensino fundamental e médio.

“Deveríamos ser ensinados a poupar porque a gente precisa se garantir para o futuro e não sabe o que pode acontecer. A regra é não gastar mais do que ganha, para poder investir depois no que gosta. O casal pode curtir um feriadão e até viajar o mundo inteiro, mas pra isso tem que se planejar, porque viajar a prazo é uma maldade”, brinca.

Ele avalia que muitos comportamentos da vida pessoal dos empresários se refletem também nas empresas. E a palestra feita por ele no Sebrae foi justamente para ensinar aos potenciais empreendedores a melhor gerirem seus negócios.

“Ninguém pode entrar num negócio sem estar preparado para isso. Se você é uma pessoa que está com as contas atrasadas, devendo por aí, o que você vai fazer na sua empresa? Vai fazer a mesma coisa. Nós, quando vamos empreender, precisamos estar organizados, saber quanto é o nosso orçamento, não gastar mais do que ganha e não dar passo maior do que a perna, porque a empresa não resiste”.

Economia doméstica

Quanto à economia doméstica, o consultor reforça a necessidade da família em seguir o orçamento. Ele elaborou também três perguntas para as pessoas evitarem gastar mais do podem.

“Uma dica de como não comprar e não gastar: você vê um produto e diz gostei. Preciso? É, tá na moda. Posso comprar? Não tenho dinheiro. Então não compra. Porque uma dessas três perguntas sendo negativa, então não tem negócio. Agora um macete: se quiser sair sem gastar, sem aquela tentação, saia sem cartão, sem cheque e até sem identidade pra não fazer carnê, e com uma nota de 100 reais, que ninguém troca.”

As informações são do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.
 

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Cartas para o Papai Noel dos Correios podem ser entregues até o dia 30 de novembro

mais podcast ›

Videos

Reforma trabalhista: Entenda as novas regras e formas de contratação