Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

19º 31º Feira de Santana
22 de outubro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Dilton e Feito

Após denúncia anônima, polícia faz busca em casa de filho de Lula

11/10/2017 17h08
PT disse que medida teve caráter abusivo
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Após denúncia anônima, polícia faz busca em casa de filho de Lula
Foto: Reprodução/Facebook

Após receber uma denúncia anônima, a Polícia Civil realizou, na última terça-feira (10), uma busca na casa de Marcos Lula da Silva, filho mais velho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A polícia foi ao local à procura de drogas, conforme foi denunciado. De acordo com a defesa do ex-presidente, nenhuma substância ilícita foi encontrada durante a vistoria na residência, localizada em Paulínia, no interior de São Paulo. Em nota, o advogado Cristiano Zanin Martins classificou a ação como abusiva. "A busca e apreensão, feita a partir de denúncia anônima e sem base não encontrou no local o porte de qualquer bem ou substância ilícita, o que é suficiente para revelar o caráter abusivo da medida".

O Partido dos Trabalhadores (PT), também veio a público criticar a ação da polícia. "A operação policial na casa de Marcos Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, a partir de uma suposta e falsa denúncia anônima, foi uma violência que tem de ser explicada por todas as autoridades envolvidas", escreveu a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do partido. O texto afirma que a medida foi tomada "sem qualquer fundamento real" e que a "perseguição a Lula e sua família não tem limites." Marcos Lula foi diretor de Turismo e Eventos na Prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) e vereador, posto que ocupou até o ano passado. (Fonte: Correio)

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

1º lugar – Categoria de 11 a 14 anos

mais podcast ›

Videos

Ao vivo: CCJ discute parecer pela inadmissibilidade de denúncia contra Temer