Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

19º 31º Feira de Santana
22 de outubro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Dilton e Feito

Partidos da base procuram Maia para discutir desembarque do governo

11/10/2017 16h14
Entre os partidos que procuraram Maia nos últimos dias estão siglas do chamado "Centrão", como PR, PP, PSD, além de ala do PSDB e do PMDB, partido de Temer.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Partidos da base procuram Maia para discutir desembarque do governo
Foto: Agência Brasil

Nos últimos dias, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebeu uma romaria de líderes e parlamentares da base aliada com queixas ao governo Michel Temer. Na pauta das conversas, esses líderes levam a Maia cenários de desembarque do governo, em meio à discussão do processo da segunda denúncia contra o presidente. Entre os partidos que procuraram Maia nos últimos dias estão siglas do chamado "Centrão", como PR, PP, PSD, além de ala do PSDB e do PMDB, partido de Temer. Segundo o Blog Andréia Sadi apurou, Maia recebeu relatos de que a pressão nas bases eleitorais dos deputados cresceu no ambiente da segunda denúncia. E que eles temem se desgastar para salvar Temer novamente e acabarem sem mandato, cobrados durante a eleição de 2018. 

Aos parlamentares e líderes de partido, Maia concorda que o ambiente piorou em relação à primeira denúncia. E tem demonstrado aos interlocutores que tem se distanciado do Planalto. Nesta quarta-feira (11), Temer mandou o ministro da articulação política, Antonio Imbassahy (PSDB), procurar Maia para tentar apagar o incêndio desta terça (10), quando Maia criticou o governo e disse que não votaria mais nenhuma medida provisória após o Planalto agir para esvaziar o quórum da sessão da Câmara. Maia repete a aliados que não confia mais no governo e que o país está pendurado para discutir uma denúncia enquanto a agenda econômica e temas como a segurança pública estão sem solução. E completa, dizendo que, se for chamado por Temer, irá para a conversa vestido do seu papel institucional.

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

1º lugar – Categoria de 11 a 14 anos

mais podcast ›

Videos

Ao vivo: CCJ discute parecer pela inadmissibilidade de denúncia contra Temer