Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

19º 35º Feira de Santana
24 de novembro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Feira de Santana

Moradores do Alecrim Miúdo protestam contra obras de pavimentação e rebaixamento de rua

06/09/2017 11h21
Eles fecharam a estrada principal da comunidade, queimaram pneus e impediram a passagem dos ônibus.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Moradores do Alecrim Miúdo protestam contra obras de pavimentação e rebaixamento de rua
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Rachel Pinto

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (6), um protesto de moradores na localidade de Alecrim Miúdo, distrito da Matinha em Feira de Santana. Os moradores fecharam a estrada principal da comunidade, queimaram pneus e impediram a passagem dos ônibus. A reivindicação dos moradores é em relação às obras de pavimentação da prefeitura nas ruas da localidade, especialmente o rebaixamento de uma rua que chega a 80 cm.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Com o coro: “Queremos solução”, eles expressaram toda a indignação com relação à realização das obras e pediram providências à prefeitura.

Carlos Alberto Amâncio Barreto, que é mestre de obras e mora em Alecrim Miúdo, disse que tem conhecimento de causa e considera a obra do rebaixamento da rua como irregular. Ele informou que a situação impede inclusive que os moradores tenham acesso às garagens das residências e até a saída de emergência da igreja ficou prejudicada.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Paralisamos a obra e gostaríamos que o próprio secretário José Pinheiro pudesse vir aqui para que a gente possa discutir tecnicamente essa situação e de maneira pacífica. Nossa reivindicação não é para satisfazer nossos egos e sim as nossas necessidades”, afirmou.

Para Carlos Alberto, a obra em Alecrim Miúdo impede o direito de ir e vir dos cidadãos. Também moradora da localidade, Demétria Ferreira Alves contou que tem medo que a irregularidade da obra prejudique a estrutura das residências.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Em vez de consertar, desconsertou. Esse problema aí a gente tem até medo de dar uma chuva forte e as casas caírem”, finalizou.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

O secretário municipal de desenvolvimento urbano e obras, José Pinheiro, disse que a obra de pavimentação das ruas do Alecrim Miúdo está em andamento e o corte para o rebaixamento na rua que motivou o protesto dos moradores foi necessário em virtude de que seja feito o escoamento das águas. Segundo ele, se não houvesse o rebaixamento, as casas teriam que ser aterradas.

Ele observou que a prefeitura recebe as críticas, mas a obra ainda não está concluída. “A obra só vai terminar quando a rua for rebaixada para as águas correrem. Já contactamos os engenheiros responsáveis e eles explicaram que não há problema nenhum. Estamos discutindo a situação com todos os engenheiros e queremos resolver o problema”, concluiu.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade 

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Hospital fará triagem de mulheres com mamas gigantes para cirurgia gratuita

mais podcast ›

Videos

Vídeo emocionante mostra pai ouvindo voz da filha pela primeira vez