Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

19º 31º Feira de Santana
22 de outubro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Micareta

Micareta: beijo forçado e toque em partes íntimas são considerados estupro, diz delegada

19/05/2017 09h44
A delegada destacou que em casos de beijo à força, toque em partes íntimas sem o consentimento da mulher, o homem será autuado em flagrante delito pelo crime de estupro.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Micareta: beijo forçado e toque em partes íntimas são considerados estupro, diz delegada
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Daniela Cardoso

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) estará atuando durante a Micareta de Feira de Santana, tanto com os plantões 24 horas como no próprio circuito da festa. De acordo com a delegada da especializada, Maria Clecia Vasconcelos, qualquer delito que coloque a mulher na condição de vítima será apurado.

“O plantão já está funcionando e continuará servindo durante a Micareta. Em especial teremos na Micareta uma Central de Flagrantes. É válido fazer uma distinção entre o que ocorre no circuito e o que ocorre em toda cidade, então o plantão dará atenção às ocorrências fora do circuito e no circuito haverá a Central de Flagrantes”, afirmou.

A delegada destacou que em casos de beijo à força, toque em partes íntimas sem o consentimento da mulher, o homem será autuado em flagrante delito pelo crime de estupro. “O que configura esse crime é o ato libidinoso independente de conjunção carnal, mediante violência e obviamente o não consentimento da vítima. A Central de Flagrantes estará pronta para autuar esse indivíduo em flagrante delito e ele ser responsabilizado pela conduta criminosa”, explicou.

Ainda de acordo com a delegada Maria Clecia Vasconcelos, nos casos em que a mulher tiver feito a ingestão de bebida alcoólica e não estiver em condições de consentir com o ato íntimo, ela estará vulnerável e caso o homem se aproveite disso, também estará cometendo um crime.

“A mulher pode ingerir bebida alcoólica assim como o homem ingere e se ela estiver embriagada e perder os sentidos, ela estará vulnerável e não terá condições de consentir um contato íntimo. Se o homem se aproveitar disso, estará cometendo um crime de maior gravidade”, afirmou.

As informações são do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade
 

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

1º lugar – Categoria de 11 a 14 anos

mais podcast ›

Videos

Ao vivo: CCJ discute parecer pela inadmissibilidade de denúncia contra Temer