Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

20º 33º Feira de Santana
20 de novembro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Dilton e Feito

Fadada ao fracasso, CPI morre antes de nascer

19/04/2017 15h29
Os governistas não cederam, melou.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Fadada ao fracasso, CPI morre antes de nascer
Foto: Joá Souza | Ag. A Tarde

Nunca se esperou grandes coisas da CPI do Centro de Convenções. Os governistas diziam que nada de errado se tinha a apurar, e os oposicionistas culpavam os governos de Jaques Wagner pela falta de manutenção que teria resultado na queda. Manda a praxe que quem pede a CPI, no caso a oposição, indica o relator. Os governistas não cederam, melou. A oposição já não tinha chances de produzir fatos objetivos, até pela desvantagem da composição, três contra seis. Mas queria um palanque. Sem relatoria, tirou os seus três nomes, e a ideia foi arquivada. Pela manhã, o deputado Zé Neto (PT), líder do governo, anunciou que instalaria a CPI às 15h, o mesmo horário em que o presidente da Casa, Ângelo Coronel (PSD), dava coletiva. Luciano Ribeiro (DEM) ironizou: – Ele pode até pensar que temos cara de besta. Mas não somos bestas. Em suma, ficou o palanque, mas sem CPI. As informações são da coluna Tempo Presente, do A Tarde.

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Cartas para o Papai Noel dos Correios podem ser entregues até o dia 30 de novembro

mais podcast ›

Videos

Reforma trabalhista: Entenda as novas regras e formas de contratação