Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

19º 25º Feira de Santana
19 de agosto de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Economia

Petrobras não precisa considerar inflação para definir preço do combustível

12/01/2017 07h00
Os combustíveis são commodities, não têm preço fixado, e precisam seguir o movimento do mercado internacional.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Petrobras não precisa considerar inflação para definir preço do combustível
Foto: Cristina Indio do Brasil/Agência Brasil

Acorda Cidade

Agência Brasil - O presidente da Petrobras, Pedro Parente, disse ontem (11) que a empresa está seguindo a política de preços de combustíveis e afirmou ainda que a estatal não é obrigada a levar em conta critérios macroeconômicos na fixação de seus preços, ao ser questionado se a inflação é considerada nos cálculos.

Segundo ele, os combustíveis são commodities, não têm preço fixado, e precisam seguir o movimento do mercado internacional.

“Como acontece com uma padaria quando o trigo aumenta e ela tem que refletir isso no preço do pão, acontece na soja, no café e no minério de ferro. Então, aqui não é uma questão que a Petrobras esteja criando qualquer situação. Ela está reagindo a movimentos dos preços das commodities nos mercados internacionais. Nós não geramos isso. Nós refletimos isso nos preços da companhia”, disse Pedro Parente durante café da manhã com jornalistas na sede da empresa, no centro do Rio de Janeiro.

Sobre repercussão no mercado do preço do diesel e a manutenção do preço da gasolina e que os valores estão fora dos patamares internacionais, Parente rebate críticas as analistas de que os preços adotados pela empresa estão diferentes dos praticados no mercado.

“Divulgamos uma política que estamos seguindo à risca. Nós estamos, de acordo com os nossos cálculos, mantendo exatamente a margem que a gente deseja tanto quanto ao diesel como para a gasolina”, disse.

Negociações salariais

O presidente da Petrobras informou ainda que a empresa recebeu na semana passada uma proposta de negociação salarial dos petroleiros. Segundo ele, a empresa vai analisar nas próximas semanas a proposta. Pedro Parente descartou um novo Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV) e citou apenas que poderá haver desligamento voluntário para casos de venda de ativos. 

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Sem acompanhamento, dietas e exercícios mostrados nas redes sociais trazem riscos à saúde, afirmam especialistas

mais podcast ›

Videos

Motorista é flagrada dirigindo sobre calçada na orla de Salvador