Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

22º 32º Feira de Santana
23 de abril de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Toque Esportivo

Atacante Marinho viaja para fechar com o clube chinês Changchun Yatai

07/01/2017 10h26
O Vitória não abre mão de recebê-la para poder liberar os direitos federativos e econômicos do jogador.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Atacante Marinho viaja para fechar com o clube chinês Changchun Yatai
Foto: Luciano da Matta/Ag. A Tarde

Acorda Cidade

Ao que tudo indica, a novela Marinho chegou ao fim. O atacante já embarcou na noite de sexta-feira (6) para a China e não deve mesmo seguir como atleta do Vitória. Na quarta-feira, ele e seu empresário, Jorge Machado, haviam chegado a Salvador e passaram dois dias em negociações com a diretoria rubro-negra. Isso porque, segundo as palavras do próprio Marinho em pronunciamento público na manhã de quinta-feira, ele havia recebido “uma proposta surreal de um clube chinês (Changchun Yatai) e gostaria de aceitá-la”.

O entrave era que Marinho ainda tem contrato com o Leão até dezembro de 2018 e a multa rescisória é de R$ 17 milhões (do montante, o Vitória ficaria com metade, pois, por contrato, 20% seriam repassados a Jorge Machado e 30% ao Cruzeiro, ex-clube de Marinho). O Vitória não abre mão de recebê-la para poder liberar os direitos federativos e econômicos do jogador.

Nas rodadas de negociações, a oferta chinesa, trazida por Jorge Machado, era de pagar somente R$ 10 milhões pelo atacante. O Rubro-Negro ficaria com R$ 5 milhões. Nisso, foi criado um impasse.

Nesta sexta, no último contato que teve com a diretoria do Vitória, horas antes de embarcar ao lado de Marinho rumo à China, o empresário prometeu resolver a situação junto aos chineses para conseguir o pagamento integral da multa.

Ivã de Almeida, presidente do Leão, explicou: “Tivemos, como todos têm acompanhado, duas reuniões intensas, com muita discussão. O Vitória colocou a posição de que a saída de Marinho é mediante pagamento da multa do contrato. O empresário dele, Jorge Machado, se colocou à disposição para efetuar o pagamento. Enquanto isso não ocorrer, ele é nosso jogador. Espero que nesta semana venha a transcorrer a questão burocrática, que é de pagamento e transferência da documentação”.

Marinho, pelo contrato ainda vigente com o Vitória, ganha salário mensal de R$ 200 mil. A oferta chinesa seria de um salário cerca de quatro vezes maior. O Vitória, no decorrer das negociações, apresentou duas propostas: uma era propor um reajuste salarial a Marinho, o que, segundo Sinval Vieira, diretor de futebol, era um “aumento substancial”; a outra era Marinho pagar a multa e sair.

O atacante não se interessou pelo aumento, bateu pé firme que queria sair e declarou: “Tive um ano maravilhoso. Vou levar para o resto da vida. Mas estou fechando um ciclo. A proposta que eu tive é totalmente surreal para o Brasil. O Vitória fez a contraproposta, mas não chega nem perto. É a minha vida que tenho que seguir minha família que eu carrego. Tudo isso pesa”.

Marinho deixa o Vitória após defendê-lo por um ano. Foi campeão e eleito o melhor jogador do Campeonato Baiano de 2016. Em toda a temporada, fez 41 partidas e 21 gols.

Fonte: A Tarde
 

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Cardiologistas discutem uso de novos medicamentos para reduzir taxa de colesterol

mais podcast ›

Videos

Projeto Saber Brasil: educador constrói biblioteca comunitária