Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

19º 35º Feira de Santana
22 de novembro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Cultura

Ipac firma parceria de R$ 9,2 milhões para revitalizar Forte do Morro de São Paulo

21/12/2016 15h36
Pelo convênio, o Ipac disponibiliza especialistas nas áreas de arquitetura, museologia, patrimônio material e imaterial.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Ipac firma parceria de R$ 9,2 milhões para  revitalizar Forte do Morro de São Paulo
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

Com parceria no projeto de revitalização do Forte do Morro de São Paulo, que tem investimento de R$ 9,2 milhões, via Lei Rouanet/BNDES, o diretor geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), João Carlos de Oliveira, assinou na Ilha de Tinharé, município de Cairu (baixo sul), cooperação técnica com prefeitura local, Associação Empresarial de Cairu e Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides).

Foto: Divulgação

“Já estamos fazendo modelos de parcerias como essa, em vários municípios baianos, com prefeituras, universidades, organizações não-governamentais, paróquias de igrejas, comunidades e representantes diversos da sociedade civil, e continuamos abertos para parcerias em toda a Bahia”, afirmou Oliveira, durante o ato, na terça-feira (20).

O diretor do instituto disse ainda que as parcerias do órgão atendem momento de crise econômico-financeira do País e de contingenciamentos estaduais. “É fundamental a união de vários vetores da sociedade para conseguir atingir metas em momentos de crise”. Os R$ 9,2 milhões obtidos pelo Ides estão sendo aplicados em arqueologia e consolidação da muralha, prédios e acessos do forte para transformá-lo num grande centro de visitação local, nacional e internacional.

Pelo convênio, o Ipac disponibiliza especialistas nas áreas de arquitetura, museologia, patrimônio material e imaterial. Além disso, vai realizar cursos, oficinas e palestras para capacitação técnica de agentes municipais e da comunidade. Elaboração de material técnico para uso didático serão outras atribuições do instituto, que é vinculado à Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

Foto: Divulgação

“A previsão é que o centro histórico-arquitetônico já seja entregue em março do próximo ano [2017] para a visitação pública”, afirmou a diretora executiva do Ides, Liliana de Mello Leite. Segundo ela, o projeto foi iniciado em 2010 e agora pensa-se na governança e gestão sustentável do espaço. “Participam da construção, atores do governo federal, governo da Bahia, prefeitura de Cairu, empresariado local, e o Ipac tem sido um parceiro muito importante nesse processo”.

Após a assinatura, a comitiva formada por cerca de 30 pessoas, entre representantes federais, estaduais, municipais e da comunidade, iniciou vistoria no complexo fortificado originário do século 17. “A muralha do forte tem cerca de 680 metros, além do portal, edificações à beira-mar, bateria de Santo Antônio, fortes Zimbeiro e São Luiz, dos séculos 16, 17 ou 18I, e o farol no cume do morro, construído no Segundo Império, já no século 19, entre 1850 e 1855”, explica o diretor do Ipac. O forte é protegido como Monumento Nacional (1939) pelo governo federal via o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, vinculado ao Ministério da Cultura (MinC).


 

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Polícia Militar terá acesso a videomonitoramento da prefeitura em tempo real

mais podcast ›

Videos

Homem agride idoso durante briga de trânsito no bairro Tomba