Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

20º 32º Feira de Santana
18 de janeiro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Entrevista

Prefeito fala sobre cobrança de dois valores de passagem e responde dúvidas da população

26/01/2016 05h59
Em entrevista ao Acorda Cidade nesta segunda-feira (25), o prefeito José Ronaldo de Carvalho se mostrou confiante de que as pessoas vão optar pelo cartão e respondeu perguntas de ouvintes do programa.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Prefeito fala sobre cobrança de dois valores de passagem e responde dúvidas da população
Foto: Orisa Gomes/Acorda Cidade

Daniela Cardoso e Ney Silva

As empresas de ônibus de Feira de Santana já estão oferecendo o cartão magnético para que os usuários do transporte público possam adquirir os créditos. No momento, apenas no terminal central tem um ponto de cadastramento para esses cartões que são gratuitos. A passagem para quem optar pelo cartão é R$ 3,10 e R$ 3,30 a partir do dia 10 de março para quem pagar em dinheiro. Em entrevista ao Acorda Cidade nesta segunda-feira (25), o prefeito José Ronaldo de Carvalho se mostrou confiante de que as pessoas vão optar pelo cartão e respondeu perguntas de ouvintes do programa.

Acorda Cidade - Por que essa tarifa diferenciada?

Prefeito José Ronaldo: No mundo inteiro paga-se passagem com o cartão magnético. Nas grandes cidades do Brasil e do mundo você não ver dinheiro circular em ônibus, nem em metrô. Publicamos o edital de licitação, ações na justiça foram feitas, lutamos para realizar esse processo licitatório e conseguimos. Mas para isso, o município colocou esse edital na internet, divulgou amplamente. Para que a gente fizesse um processo diferenciado, colocamos no edital que com o novo sistema de transporte, com as novas empresas, aconteceria a implantação do sistema de pagamento através do cartão eletrônico e que esse cartão seria custo zero.

Quando a gente coloca R$ 3,10 a partir do dia 21 de janeiro e R$ 3,30 a partir de 10 de março, a gente deixa bem claro no nosso decreto de que o R$ 3,10 é pra quem resolver pagar com dinheiro no ônibus. As pessoas terão 50 dias de prazo para se cadastrar. Este cartão não é personalizado e pode ser usado por qualquer pessoa. Com esse cartão, os passageiros vão poder pegar mais de um ônibus pagando apenas uma passagem, sem a necessidade de ir até o transbordo. Há uma grande vantagem de fazer este cartão. Em uma hora o passageiro tem o direito de se deslocar sem pagar uma nova passagem.

Eu não posso acreditar que com o direito de pagar 3,10 as pessoas vão querer pagar 3,30. Claro que todo mundo vai fazer o cartão. Nós acertamos com as empresas que em vários pontos da cidade seria feito esses cartões. Não será apenas na estação de transbordo central. Determinamos as empresas que fizessem um estudo e uma ampla pesquisa e divulgação na mídia para colocar pontos de fazer esses cartões em diversos locais da cidade e vamos monitorar isso. Essa questão R$ 3,30 é só para quiser pagar, pois eu tenho certeza que todos vão fazer o cartão e vão pagar R$ 3,10.

AC - Essa cobrança dupla é legal?

Prefeito: Com esse decreto, no cartão é mais barato e a pessoa pode colocar a quantidade que quiser de crédito. O que existe de decisão de justiça é o inverso, quando um cidadão chega em uma loja para pagar no cartão de crédito e paga mais caro porque não está usando o dinheiro. Queremos mais segurança, queremos diminuir o tanto de dinheiro que circula nos ônibus. Nós não queremos que ninguém pague R$ 3,30. Eu não lembro do reajuste de 60 centavos, eu só lembro de 40 centavos, pois ninguém vai pagar R$ 3,30, tendo a oportunidade de pagar R$ 3,10. Eu tenho certeza.

AC - Por que na reunião do Conselho Municipal de Trânsitos não foi amplamente divulgado essa questão do R$ 3,30 em dinheiro?

Prefeito: Acho que os conselheiros teriam que ler o edital que proporcionou a licitação do sistema de transporte de passageiros.

AC - Manifestações podem ser prejudiciais a administração?

Prefeito: Eu vi alguém convidado funcionários públicos para participar de uma manifestação. Só vi isso, não vi outros segmentos. E eu vou responder mais uma vez, o aumento da passagem está claro e objetivo, é de R$ 3,10. R$ 3,30 é pra quem quer pagar em dinheiro e ninguém vai querer pagar mais caro.


AC - Quando a maior parte das pessoas estiver com os cartões, isso pode ser uma ameaça para os empregos dos cobradores?

Prefeito: Os donos das empresas afirmaram que não pretendem demitir ninguém, pelo contrário, eles estão dando cursos de treinamento aos trabalhadores nas empresas. Esse curso é para que as pessoas sejam promovidas dentro da própria empresa.


AC - Em 2014, ano em que as manifestações ganharam as ruas do Brasil, o senhor não só vetou o reajuste da tarifa, que seria de 15 centavos, como ainda decretou redução do valor da passagem. Por que agora foi favorável ao reajuste?


Prefeito: Naquela oportunidade houve estudos, naquela oportunidade houve diminuição de impostos. Como diminuíram os impostos que estavam sendo pagos no óleo diesel, entre outros, foi feito um novo cálculo de tarifa e encontramos R$ 2,35, então diminuímos em cima de um respaldo legal. Depois houve uma reunião no Ministério Público em Feira de Santana, com a participação de diversos políticos e ficou certo de que nós iríamos fazer novos cálculos de passagem e chegamos a R$ 2,70. Foi um incremento de 35 centavos, portanto não há necessidade de compensar nada agora. Esse ano agora com a inflação maior, aumentou-se 40 centavos.


AC - Os usuários do transporte alternativo vão utilizar esse cartão?

Prefeito: Acho difícil, pois para usar os cartões tem que ter as máquinas para fazer a leitura do cartão. Agora em fevereiro vamos dialogar com o alternativo e pensar em uma alternativa. Lembrando que a meia passagem em domingos e feriados continua valendo.

AC - As passagens antigas que estão nos cartões, como serão resolvidas?

Prefeito: As passagens foram compradas com as outras empresas e nós estamos avaliando esse processo. É claro que as empresas anteriores receberam esse dinheiro e não deram direito das pessoas usarem. Saíram da cidade e foram embora. Isso cabe processos contra as empresas e isso é uma coisa que estamos analisando.

AC - O vale -transporte de papel ainda terá circulação?

Prefeito: Por enquanto não. Estamos conversando.

AC - Os servidores do município vão receber no cartão ou no vale de papel?

Prefeito: Está previsto receber agora em janeiro no cartão. Mas nada disso é definitivo. Encaminhamos uma consulta ao Tribunal de Contas dos Municípios a respeito desse assunto e vamos aguardar a resposta. 

Sobre os créditos  do cartão eletrônico comprados antes da mudança de empresas, o secretário Pedro Boaventura informou que o usuário pode pedir o ressarcimento.

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Coordenador de Polícia destaca necessidade de um posto da Polícia Civil no HGCA

mais podcast ›

Videos

Humor - Festa em Feira

Canta Passarinho

De: Marcelo
Para: Dilton
Local: Papagaio

"Bom dia Dilton bom dia caros ouvintes, venho mais uma vez implorar por providencias nas ruas do bairro papagaio rua (Apollo) exite um onibus abandonado a anos,as rua sem pavimentação esgot..."

envie seu recado mais recados ›