vai para o início: Alt+i vai para o conteúdo: Alt+c vai para o menu: Alt+m vai para o fim: Alt+f Acessibilidade Brasil Acessibilidade Brasil
Dilton Coutinho
@acordacidade no Twitter
Vitória perde para o Flamengo no Barradão e segue na lanterna do Brasileiro http://t.co/3cV2fuwINC
Ouvir Programa
segunda, 01 de setembro de 2014
Hora certa:
Editoriais
Colunistas
Links
RSS

Mapa prova que área onde O Boticário está sendo instalado é de Feira de Santana

Ele ressaltou que a prefeitura está analisando a situação e que a intenção é apenas regulamentar.

02/08/2013 12:17
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letraDiminuir letra
Reprodução/Ilustrativa | Construção do Centro de Distribuição de O Boticário em Camaçari

Foto: Reprodução/Ilustrativa | Construção do Centro de Distribuição de O Boticário em Camaçari

Daniela Cardoso
 
Em junho deste ano a empresa O Boticário anunciou a instalação de um Centro de Distribuição no município de São Gonçalo dos Campos, porém, segundo o secretário municipal de Planejamento Urbano, José Pinheiro, o mapa que delimita a divisão entre Feira e São Gonçalo, prova que a área onde a unidade está sendo instalada, pertence a Feira de Santana. 
 
“Tomamos conhecimento da construção e como é de praxe, mandamos a fiscalização, que solicitou a documentação para a construção da unidade. Eles argumentaram que estava tudo correto, que já tinham dado entrada no município de São Gonçalo dos Campos. Nós encaminhamos o mapa que delimita a divisa de Feira com São Gonçalo, e esse mapa prova que a área é do município de Feira”, informou o secretário.
 
Ele ressaltou, ainda, que a prefeitura está analisando a situação e que a intenção é apenas regulamentar. 
 
Avenida Sérgio Carneiro
 
Na oportunidade, o secretário ainda falou sobre a avenida Sérgio Carneiro, localizada no bairro santo Antônio dos Prazeres, que tem sido alvo de reclamação dos moradores, devido aos buracos. “O prefeito nos pediu que fôssemos ao local nesta sexta-feira (2) para amenizar a situação”, disse. 

Olímpio Vital
 
Sobre a rua Olímpio Vital, Pinheiro informou que já tem máquinas trabalhando no local. “Estamos trabalhando lá e também em outros locais da cidade. Tem cinco máquinas trabalhando, três na zona rural e duas na sede, mas nem todos os locais posem ser contemplados. Ontem mesmo, fomos ao Panaroma e não tivemos condições de trabalhar, pois o solo estava muito úmido”, salientou.
 
As informações são do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

  • Recomendar
É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.


Envie esta notícia por e-mail.


É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.