vai para o início: Alt+i vai para o conteúdo: Alt+c vai para o menu: Alt+m vai para o fim: Alt+f Acessibilidade Brasil Acessibilidade Brasil
Dilton Coutinho
@acordacidade no Twitter
Após petição
Ouvir Programa
quinta, 21 de agosto de 2014
Hora certa:
Editoriais
Colunistas
Links
RSS

Internautas aprovam fim do corredor polonês na Micareta de Feira

Em enquete realizada no site Acorda Cidade, 607 pessoas, que representa 80.93% dos internautas, disseram aprovar a mudança, enquanto apenas 143, que representa 19,07% dos internautas, disseram não aprovar a mudança.

29/04/2013 17:43
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letraDiminuir letra
Ed Santos/Acorda Cidade

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Daniela Cardoso
 
O novo formato do circuito da Micareta de Feira de Santana, sem o corredor polonês, agradou os foliões que curtiram a festa, realizada entre os dias 25 e 28 de abril. O corredor polonês existiu até a Micareta passada entre os camarotes instalados no Circuito Maneca Ferreira.
 
Em enquete realizada no site Acorda Cidade, 607 pessoas, que representa 80.93% dos internautas, disseram aprovar a mudança, enquanto apenas 143, que representa 19,07% dos internautas, disseram não aprovar a mudança
 
O cantor Bel Marques, da banda Chiclete com Banana, que se apresentou na quinta-feira (25), primeiro dia da festa, também fez uma avaliação positiva da mudança. “O circuito ficou compacto, no entanto, mais organizado, uma ideia bem bacana da Prefeitura. Parabéns por essa iniciativa, a Micareta de Feira merece”, afirmou.
 
Em entrevista ao Acorda Cidade, o prefeito José Ronaldo de Carvalho, também falou sobre o assunto. Segundo ele, durante o período da festa, foram feitas pesquisas junto aos foliões para saber o que eles acharam das mudanças e que a aprovação foi unânime. "De 100 pessoas entrevistadas, 100 aprovaram a nova estrutura dos camarotes", afirmou Ronaldo.

O ex-vereador de Feira de Santana, Marialvo Barreto, também avaliou positivamente o fim do corredor polonês e afirmou que já defendia essa mudança há algum tempo. 
 
“Defendi por oito anos namara o fim daquele corredor. Todo argumento que levantei na Casa da Cidadania, pude comprovar: 1º, as atrações tiveram que dar show em todas as partes do percurso festivo, beneficiando exponencialmente os foliões. 2º, fluiu o trânsito dos trios elétricos. 3º, facilitou a circulação das pessoas pela avenida. 4º, a avenida ficou mais bonita. E 5º, permitiu quem estava nos camarotes ver o outro lado da festa, o povo, com suas manifestações. Foi uma medida acertada, pena que resistiram tanto para mudar”, afirmou
 
O Acorda Cidade também realizou uma enquete através do Facebook, onde as opiniões foram divididas. Algumas pessoas aprovaram e ainda sugeriram novas mudanças. “A mudança foi válida sim, só não gostei de onde o circuito começa. Os barracões universitários ficaram muito no início e o final da avenida vazia, sem barracas e sem foliões. Gostei da cara dos camarotes, ficaram mais bonitos e espalhados pelo circuito”, avaliou a internauta Polyana Morbeck.  
 
“O fim do corredor polonês foi uma atitude acertada da prefeitura. Mas falta agora mudar a data da Micareta. Reclamação de quase todo mundo que conheço é que a chuva atrapalhou demais. Além da chuva ser um empecilho para maior abrilhantamento da festa, tem o aspecto econômico que impede que a festa cresça mais - fim de mês e baixa temporada. As pessoas não têm dinheiro para bancar a festa”, observou Renato Falcão. 


 

  • Recomendar
É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.


Envie esta notícia por e-mail.


É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.