06/12/2017 10h39

Temperatura em Feira pode ultrapassar os 40 graus até o fim do verão

De acordo com a coordenadora da Estação Climatológica da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Rosângela Leal, existe a possibilidade de haver trovoadas.
Temperatura em Feira pode ultrapassar os 40 graus até o fim do verão
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade (Arquivo)

Laiane Cruz

Atualizada às 15:26

Com a proximidade do verão, a população já sente na pele o aumento da temperatura em Feira de Santana, que em alguns dias da semana, tem ultrapassado os 30 graus. Mas, quem já anda reclamando do forte calor não imagina que, segundo a previsão, as máximas devem aumentar ainda mais na cidade, podendo ultrapassar os 40 graus até o final da próxima estação.

De acordo com a coordenadora da Estação Climatológica da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Rosângela Leal, os últimos dias de fato foram de muito calor, sobretudo no último domingo (3), quando a temperatura às 9h já alcançava os 30 graus, chegando a 37 por volta do meio-dia.

“Nós estamos realmente nos últimos dias com muito calor, e isso por outro lado nos gera a expectativa de que talvez ainda tenhamos chuvas de trovoada em Feira de Santana. À noite, a temperatura não está baixando, está relativamente elevada em torno de 23 a 24 graus, e de manhã tem ficado bastante nublado, por isso esperamos que se concretize essa chuva de trovoada ainda neste mês de dezembro”, afirmou Rosângela Leal.

A coordenadora da estação informou ainda que o mês de janeiro deve ser o mais quente no município, e a expectativa é que com o tempo seco e aberto, a sensação térmica seja melhor que a de dezembro.

“Em janeiro, a temperatura deve chegar a 38 ou 39 graus, até 40 graus na região da Uefs. No centro da cidade a temperatura pode ser ainda mais alta. O mais agravante atualmente nessa situação é a nebulosidade que faz com que o tempo fique abafado, mas pode acontecer que em janeiro, mesmo com a temperatura entre 39 e 40 graus, a sensação térmica não seja tão quente, porque o tempo vai estar seco, limpo, e é muito mais confortável termicamente, do que quando se tem uma temperatura menor, mas com grande umidade no ar”, explicou.

Com informações são do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.